São Paulo Homem joga líquido e ateia fogo na ex-mulher no ABC paulista

Homem joga líquido e ateia fogo na ex-mulher no ABC paulista

Suspeito estava aguardando a vítima sair do trabalho com o pretexto de conversar a respeito do relacionamento e dos dois filhos

homem coloca fogo na ex-mulher

Suspeito ofereceu uma carona para a ex-mulher

Suspeito ofereceu uma carona para a ex-mulher

Reprodução RecordTV

Uma mulher foi agredida e incendiada pelo ex-marido no bairro Vila Leopoldina, em Santo André, no ABC paulista, por volta das 20h de quarta-feira (26).

De acordo com o Delegado do 1º DP (Santo André), Eduardo Buoro Ribeiro, a vítima, de 31 anos, foi internada com queimaduras de primeiro e segundo grau no Hospital das Acácias, onde trabalha como enfermeira.

Veja também: Três mulheres são vítimas de feminicídios por dia no Brasil

Segundo o delegado, o suspeito ofereceu uma carona para a ex-mulher e acabou retirando uma garrafa com líquido inflamável, que estava guardado no baú de sua moto, jogou o líquido na cabeça dela e ateou fogo, fugindo em seguida.

Eles estão em processo de separação de um casamento de 10 anos, e não vivem mais juntos há um mes.

Como a mulher trabalha no hospital, foi atendida rapidamente pelos colegas e encontra-se internada neste momento.

Segundo depoimento de Josefa ao delegado, o homem estava aguardando ela sair do trabalho com o pretexto de conversar a respeito do relacionamento e dos dois filhos. Já na moto, o homem deu uma gravata nela e, em seguida, ateou fogo e fugiu do local.

Ainda de acordo com depoimento da vítima, em nenhum momento ele parecia estar nervoso e não houve nenhuma discussão entre o casal. A mulher disse ainda que ele não era agressivo e não esperava a reação do ex-marido, por isso aceitou a carona.

Veja também: Homem é preso sob suspeita de matar a mulher a marretadas em SP

Para o delegado, o suspeito, que trabalha como segurança em outro hospital no centro de Santo André, não aceitou o prcesso de separação e por isso tomou a atitude. Foi um crime premeditado, uma tentativa de homicídio qualificado (feminicídio).

O homem ainda segue foragido e a polícia continua em busca do suspeito.

O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Santo André.