São Paulo Homem mata mulher a facadas e se suicida em seguida em Valinhos (SP)

Homem mata mulher a facadas e se suicida em seguida em Valinhos (SP)

Discussão ocorreu após um almoço de família no condomínio localizado no bairro Bom Retiro na cidade do interior de SP

  • São Paulo | Do R7*

Homem mata mulher e se mata em seguida em Valinhos (SP)

Homem mata mulher e se mata em seguida em Valinhos (SP)

Wagner Souza / Estadão Conteúdo / 06.09.2021

Um homem matou a mulher a facadas e depois se matou em seu apartamento no Condomínio Conjunto Residencial Morada dos Pinheiros no bairro Bom Retiro em Valinhos (SP), no interior de São Paulo, no domingo (5).

Bruna Quirino, de 38 anos, foi morta pelo marido, Rodrigo César Quirino, de 42 anos. Os dois viviam no apartamento térreo de um condomínio localizado no bairro do Bom Retiro, na cidade do interior paulista.

O cunhado da filha do casal afirma que horas antes da tragédia, Bruna, Rodrigo, a filha de 20 anos e o namorado almoçavam juntos. Por volta da meia noite, ela se deitou quando o companheiro pegou a arma branca e começou a atacá-la ainda na cama. 

Para tentar se proteger, Bruna se levantou e saiu correndo do apartameno. Ela foi para a área externa do prédio. Rodrigo, por sua vez, seguiu a mulher, que chegou a bater a cabeça na escada do prédio e desmaiou. Mesmo percendo que Bruna estava caída no chão, Rodrigo continuou aplicando golpes contra ela até matá-la. 

Depois, ele tirou a própria vida com um golpe de faca no pescoço. As cenas ocorreram em frente a filha do casal, que ficou em estado de choque. A jovem precisou ser hospitalizada em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Até o momento, ela não conseguiu conversar com a polícia. 

Testemunhas afirmam que horas antes da tragédia, houve uma discussão entre o casal e a filha tentou defender a mãe. Segundo as testemunhas, Rodrigo também teria tentado agredir a filha com a afaca.

A polícia científica esteve no apartamento para realizar a perícia. A faca utilizada no crime e outros objetos serão analisados. O crime será registrado como homicídio seguido de suicídio. 

* Com a colaboração de Vitor Hugo Martins, da Record TV

Últimas