São Paulo Homem morre vítima de bala perdida em assalto no centro de SP

Homem morre vítima de bala perdida em assalto no centro de SP

Plácido Henrique de Araújo, de 53 anos, trabalhava como motorista de uma loja há cinco meses. Crime ocorreu na rua Paulo Sousa

  • São Paulo | Isabelle Gandolphi, da Agência Record

Homem morre vítima de bala perdida durante assalto no centro de SP

Homem morre vítima de bala perdida durante assalto no centro de SP

Reprodução Google Street View

Um homem morreu vítima de duas balas perdidas durante assalto no Centro Histórico de São Paulo, na tarde desta sexta-feira (6). O crime ocorreu na rua Paulo Sousa, às 13h40. As câmeras de segurança flagraram a ação e a fuga dos suspeitos.

Dois suspeitos, em uma moto vermelha, tentaram assaltar um comerciante. Ele carregava uma mochila com R$3 mil que havia acabado de sacar em um banco.

O comerciante, no entanto, é atirador esportivo e portava uma pistola 9 milímetros na cintura. Ele reagiu ao assalto e durante uma troca de tiros com os suspeitos. Plácido Henrique de Araújo, de 53 anos, foi atingido.

Plácido trabalhava como motorista de uma loja há cinco meses. Ele havia acabado de chegar de uma entrega e conversava com um colega em frente ao estabelecimento, quando o assalto aconteceu, do outro lado da rua.

Uma câmera de segurança flagrou quando a vítima estava na calçada e, de repente, cai no chão, ferido. Antídio Gomes de Assis, dono do comércio, em entrevista à Record TV, afirmou que Plácido tiraria o horário de almoço naquele momento e que, se tivesse ido direto para o descanso, não teria sido baleado.

Plácido foi atingido na cabeça e no peito. Sua morte foi constatada no local por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Outro circuito de segurança flagrou a fuga dos criminosos. Um deles aparece correndo, armado e com a mochila roubada, enquanto o outro chega na motocicleta. Com dificuldade, o suspeito a pé sobe na garupa. A polícia suspeita que ele também foi atingido pelos disparos.

A perícia passou no local e, apenas com um laudo, poderá ser possível dizer se os tiros que atingiram Plácido vieram da arma do assaltante ou da vítima. Equipes da Polícia Militar realizaram buscas na região pela dupla, mas, até o momento, eles não foram localizados. Testemunhas também foram ouvidas pela Polícia Civil.

O caso foi registrado no 8º Distrito Policial do Brás, que prosseguirá com as investigações.

Últimas