Homem que caiu nos trilhos do metrô diz que foi dopado em bar

Eliseu Moreira da Costa, de 37 anos, não se lembra do momento do acidente que aconteceu no último domingo (17) e registrou boletim de ocorrência

Eliseu não lembra do momento do acidente e diz que foi dopado em bar

Eliseu não lembra do momento do acidente e diz que foi dopado em bar

Reprodução Record TV

O homem que foi salvo por uma maquinista do metrô afirma que foi dopado em um bar antes de desmaiar e cair nos trilhos de uma estação em São Paulo. Eliseu Moreira da Costa, de 37 anos, não se lembra do momento do acidente. As informações são da Record TV.

Eliseu conta que estava em um bar com amigos. Ele fez amizade com dois rapazes que estavam no local. “Os últimos flashs que eu tenho é conversando com esses garotos. Saindo do bar e indo para a estação com esses garotos”, relembra.

O vídeo, que é impressionante, foi gravado na estação São Joaquim, na Linha 1 - Azul do metrô, no entanto, Eliseu afirma que sua última lembrança é de estar na estação das Clínicas, na Linha 2 - Verde, a cerca de 5 km de distância.

Eliseu registrou um boletim de ocorrência e agora a polícia deve investigar o que aconteceu.

Milagre

O acidente aconteceu às 6h28 do último domingo (17). Em imagens divulgadas por uma testemunha que estava na plataforma, é possível ver o momento em que a vítima está desmaiada em meio aos trilhos, quando um trem ainda no túnel se aproxima.

As pessoas se desesperam e começam a gritar e acenar para as câmeras. A composição freia em cima de Eliseu que saiu sem nenhum arranhão. Segundo as testemunhas, o homem caminhava normalmente quando, de repente, caiu desmaiado.

A condutora do metrô que evitou o atropelamento de Eliseu foi afastada pelo abalo emocional sofrido. O coordenador de tráfego do Metrô, Gildo Prado, explica que "por se tratar de um evento pós-traumático, com o alto stress da situação, ela está afastada preventivamente e deu início ao acompanhamento médico-psicológico oferecido pela empresa".

“Eu não conheci a maquinista, mas quero conhecer essa mulher e agradecer. Um milagre, né? Estou me sentindo muito protegido”, comemora Eliseu.