São Paulo Homem suspeito de financiar assaltos em Araçatuba (SP) é preso

Homem suspeito de financiar assaltos em Araçatuba (SP) é preso

Acusado de fornecer R$ 600 mil para ataques às instituições bancárias no município é preso com a mulher e ajudante

  • São Paulo | Do R7

Um homem apontado como financiador do assalto de Araçatuba, no interior de São Paulo, foi preso em Sorocaba, na madrugada desta quarta-feira (8), acusado de fornecer R$ 600 mil para os ataques às instituições bancárias. Paulo César Gabrir, de 33 anos, teria dado o valor em dinheiro para colaborar com o roubo que chocou moradores da cidade na segunda-feira (30). 

Pelo menos 20 homens armados assaltaram agências bancárias da cidade na semana passada. Após os ataques três pessoas foram mortas e outras cinco feridas. Agora, a polícia investiga se o assalto foi comandado por membros do PCC (Primeiro Comando da Capital) ou se apenas teve a participação de integrantes da organização criminosa. Até o momento, a polícia prendeu sete pessoas suspeitas de envolvimento no assalto.

Paulo César Gabrir, de 33 anos, seria o financiador dos ataques em Araçatuba (SP)

Paulo César Gabrir, de 33 anos, seria o financiador dos ataques em Araçatuba (SP)

Reprodução Record TV

Paulo César foi preso com a mulher, Michele Maria da Silva, e com um ajudante. A polícia recebeu informações de que ele levava uma vida de luxo em Sorocaba e de que possuía veículos de luxo, dois deles foram apreeendidos. Com a prisão, a polícia busca identificar outros membros do grupo que atacou Araçatuba.

Durante a revista na casa, a polícia levantou uma série de documentos que apontavam para movimentações financeiras envolvendo uma organização criminosa para outros estado. Gabrir seria o diretor financeiro que fez o aporte de R$ 600 mil para a quadrilha. 

Últimas