São Paulo Honra e alívio, diz 1ª PM vacinada contra a covid-19 em São Paulo

Honra e alívio, diz 1ª PM vacinada contra a covid-19 em São Paulo

Tenente Miranda, de 43 anos, recebe a dose nesta segunda-feira (5), início da vacinação das forças de segurança no estado

  • São Paulo | Cesar Sacheto, do R7

A tenente Miranda foi a primeira PM a ser imunizada contra a covid-19 em SP

A tenente Miranda foi a primeira PM a ser imunizada contra a covid-19 em SP

Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

A 1ª Tenente Rosemeire Santos de Miranda, de 43 anos, tornou-se a primeira integrante da Polícia Militar de São Paulo a ser imunizada contra a covid-19. A vacinação de policiais militares, civis e outros agentes da segurança pública no estado começou nesta segunda-feira (5).

Exposta ao vírus desde o início da pandemia do novo coronavírus em razão da sua participação de operações policiais nas ruas da capital estadual, a oficial — que tem 22 anos de serviços na corporação — não escondeu a emoção após receber a dose.

"Para mim, foi uma honra ser a primeira policial vacinada, representando todas as forças de segurança de nosso estado. Além de um imenso alívio, pois estamos na linha de frente desde o início. A Polícia Militar não parou um só momento", enfatizou.

Graduada em enfermagem pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, atualmente a tenente Miranda serve na Academia do Barro Branco como professora da disciplina de Tiro Defensivo na Preservação da Vida e também tenho funções administrativas.

A tenente Miranda também comemorou a representatividade da vacinação como uma mulher e negra dentro da instituição. "A Polícia Militar é uma Instituição democrática e vem ano a ano reconhecendo o valor das mulheres e proporcionando um ambiente igualitário", pontuou.

Calendário de vacinação

O governador paulista, João Doria (PSDB), afirmou que pretende imunizar 180 mil profissionais nesta etapa. A estrutura inclui 82 pontos de vacinação vinculados a unidades da PM.

"Eles também são a linha de frente, são aqueles que estão em contato com o público, e queria destacar todos esses profissionais e agradecer pelo esforço, pela dedicação, pelo desprendimento que têm feito neste período de pandemia. Todos esses agentes fazem parte dos nossos heróis, ao lado dos nossos profissionais de saúde", declarou Doria.

Segundo o cronograma, a imunização será realizada até o dia 12 de abril, mas as doses serão destinadas somente aos policiais militares da ativa. Familiares, aposentados ou outras pessoas que não atendam esta condição não serão incluídos no programa.

Conforme um comunicado emitido pela PM, os policiais devem fazer o pré-cadastro no site oficial do governo estadual (www.vacinaja.sp.gov.br). Em seguida, os policiais deverão verificar junto ao comando local as informações sobre o agendamento, como data, turno e período.

Toda a estrutura física da PM será utilizada também para a imunização de integrantes das outras forças de segurança presentes no estado de São Paulo, como: policiais civis, policiais federais, policiais rodoviários federais e guardas civis municipais.

Últimas