São Paulo Hospital do Campo Limpo (SP) é denunciado por superlotação

Hospital do Campo Limpo (SP) é denunciado por superlotação

Segundo o conselho gestor da unidade, há 420 pacientes internados, sendo que a capacidade é de no máximo 260

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Hospital Municipal do Campo Limpo (SP) recebe denúncias de superlotação e falta de higiene

Hospital Municipal do Campo Limpo (SP) recebe denúncias de superlotação e falta de higiene

Reprodução/Record TV - 04.06.2021

O Hospital Municipal do Campo Limpo, na zona sul de São Paulo, foi denunciado por funcionários e pacientes pela falta de higiene e superlotação. Segundo os próprios gestores da unidade, para que seja possível atender a atual demanda dos pacientes, seria preciso pelo menos mais 500 funcionários.

Em imagens divulgadas pela Record TV, é possível ver pacientes internados em corredores e leitos improvisados sem estrutura.

Funcionários do local alegam que estão faltando materiais básicos. Além disso, relataram que o hospital não disponiliza uniforme para os colaboradores. Eles precisam usar a mesma roupa quando chegam e voltam para casa - o que representa risco de contamição tanto para os que moram com o funcionário, tanto para qualquer um que possa ter contato com eles no trajeto.

O hospital do Campo Limpo é referência em traumas. Muitos dos pacientes internados aguardam por uma cirurgia ortopédica. No entanto, o centro cirúrgico é incapaz de atender a demanda atual.

De acordo com o levantamento do conselho que rege o hospital, a unidade está com 420 pacientes internados, sendo que a capacidade é de, no máximo, 260. Entrevistado, um conselheiro disse à Record TV que um enfermeiro ou médico que normalmente cuida de oito pacientes, está cuidando de 20 ou até 30.

A Secretaria Municipal da Saúde nega que faltem funcionários na unidade, e garante que todos os que procuram o hospital são atendidos. Sobre as denúncias, a secretaria não se manisfestou.

Últimas