Tiroteio em Suzano
São Paulo 'Ia dar facada no meu filho, mas ele escapou', diz mãe de sobrevivente

'Ia dar facada no meu filho, mas ele escapou', diz mãe de sobrevivente

Escola Raul Brasil, em Suzano (SP), foi palco de massacre nesta quarta-feira (13), onde dez pessoas morreram, segundo informações da Polícia Militar

massacre em escola de Suzano

Escola em Suzano (SP) foi palco de massacre na manhã desta quarta-feira (13)

Escola em Suzano (SP) foi palco de massacre na manhã desta quarta-feira (13)

Werther Santana / Estadão Conteúdo / 13.03.2019

"Deus livrou meu filho, porque na hora que o suspeito ia dar uma facada no meu filho, ele conseguiu escapar e [a facada] atingiu outro menino", disse Andreia de Souza, mãe de um estudante da escola Raul Brasil, em Suzano, a 50 km de distância de São Paulo, onde ocorreu um massacre na manhã desta quarta-feira (13). Pelo menos dez pessoas morreram, segundo informações da Polícia Militar.

Em entrevista à Record TV, Andreia relatou que seu filho chegou em casa machucado. "Ele deve ter se ralado no momento em que tentou fugir da escola", disse. "Ele não chegou ensanguentado." A mãe do estudante, em choque com a situação, não conseguiu dar mais informações.

Leia mais: 'A gente se escondeu no banheiro', diz sobrevivente de massacre

Os atiradores estavam encapuzados e teriam invadido a escola atirando, de acordo com apuração da Record TV. Seis jovens morreram, além de uma funcionária da escola. Os suspeitos teriam se matado na sequência. As informações são do centro de comunicação da PM de São Paulo.

Veja também: 'Saiu atirando e se matou', diz testemunha de tragédia em escola