São Paulo Incêndios de grandes proporções atingem a Serra da Mantiqueira

Incêndios de grandes proporções atingem a Serra da Mantiqueira

Cidades de São João da Boa Vista e Águas da Prata, no interior de São Paulo, foram as mais prejudicadas. Combate às chamas chega ao sexto dia

  • São Paulo | Joyce Ribeiro, do R7

Incêndios de grandes proporções atingem a Serra da Mantiqueira

Incêndios de grandes proporções atingem a Serra da Mantiqueira

Reprodução / Prefeitura

Diversos focos de incêndio atingem áreas de mata de São João da Boa Vista e Águas da Prata, no interior de São Paulo, também as serras da Mantiqueira e da Paulista, há pelo menos seis dias.

O Corpo de Bombeiros de São João da Boa Vista continua o trabalho de combate às chamas com o auxílio do helicóptero Águia da Polícia Militar. Ainda não é possível dizer qual a extensão das áreas atingidas, mas o incêndio é de grandes proporções.

Leia mais: Amazônia: incêndios se agravam e ameaçam florestas intocadas

Os moradores da região se mobilizaram para conseguir voluntários e doações. É preciso mais água potável, luvas grossas e máscaras por causa da fumaça. Aviões pulverizadores de pequeno porte, cedidos por empresários, também ajudam a lançar água sobre os focos de incêndio, que já consomem a vegetação nativa. 

A cidade de Águas da Prata afirmou que o fogo começou no pé da Serra da Mantiqueira no sábado (5), na região do Paiol, bairro mais afastado da cidade, mas foi controlado. Mas outro incêndio surgiu na Serra da Mantiqueira no domingo (6), e ficou mais intenso durante a segunda-feira (7) e ameaça as matas do Parque Estadual.

Veja ainda: SP poderá escolher o destino de Minhocão através de plebiscito

Na tarde desta quinta-feira (10), o governador João Doria promete sobrevoar a região. A partir das 16 horas, ele visita a base operacional montada no aeroporto de São João da Boa Vista para as ações de combate ao fogo. 

Uma força-tarefa foi montada para conter os incêndios em uma ação conjunta da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros. A operação envolve mais de 150 homens mobilizados por terra e ar.

Fogo já atinge uma extensão área de mata da cidade de São João da Boa Vista

Fogo já atinge uma extensão área de mata da cidade de São João da Boa Vista

Reprodução / São João News

São João da Boa Vista

A Prefeitura de São João da Boa Vista informou que fornece apoio para autoridades e voluntários que estão trabalhando no combate ao incêndio que atingiu parte da Serra da Paulista. A prefeitura também solicitou ao Governo do Estado o envio de dois helicópteros.

Veja também: Animais silvestres são resgatados de incêndios na Amazônia 

A administração municipal arrecada água e isotônico num posto que foi montado pelo Departamento de Turismo na Estação das Artes (Espaço Cultural Fernando Arrigucci), no bairro Rosário. As doações podem ser feitas das 8h às 17h.

Por se tratar de uma situação crítica, o Departamento de Assistência Social disponibilizou funcionários para ajudar no transporte dos suprimentos aos colaboradores e os caminhões-pipa do Departamento de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento foram cedidos para a tarefa. 

Hospital de campanha na Serra

O Centro Universitário UNIFEOB iniciou a montagem de um hospital de campanha para socorrer os animais feridos.  

Leia ainda: Médica picada por jararaca no MT alerta para golpe com o nome dela

“Estamos com o hospital veterinário de prontidão para casos de emergência de animais silvestres que foram recuperados tanto na [Serra da] Paulista quanto [em Águas da] Prata. Além disso, estamos mandando uma equipe para o hospital de campanha para fazer triagem no sítio da Maria Smith, no Km 7,5. A gente vai estar lá para os primeiros socorros”, informou o reitor, João Octávio Bastos Junqueira.

Helicópteros da PM lançam água sobre os focos de incêndio da região

Helicópteros da PM lançam água sobre os focos de incêndio da região

Reprodução / Prefeitura de Águas da Prata

Águas da Prata

De acordo com o secretário municipal do Meio Ambiente de Águas da Prata, Marcos Santos, cerca de 70% das chamas já foram apagadas na área do Parque Estadual. Ele é o coordenador local dos trabalhos e está na linha de frente do combate ao incêndio desde domingo, quando as chamas começaram a consumir a mata. 

Além do trabalho em terra, o combate ao fogo conta com o auxílio de um helicóptero da PM e um avião, enviados pelo governo. As aeronaves agora vão concentrar os esforços na Serra da Paulista e em São João da Boa Vista, onde a situação ainda é crítica.

Veja mais: Aglomerações em SP vão mostrar efeitos em 2 semanas, diz governo

Nesta quinta-feira (10), os brigadistas devem atuar junto com as equipes do Corpo de Bombeiros para finalizar o trabalho de combate às chamas em Águas da Prata e voltar a atenção para o rescaldo e monitoramento.

Ar seco

O calor intenso e a baixa umidade relativa do ar colaboram para que o fogo se espalhe de forma muito rápida e dificultam o controle das chamas. Ainda não há previsão de chuva.

Veja imagens aéreas do incêndio:

Últimas