Incêndios trazem fumaça e podem causar 'chuva negra' em São Paulo

Incêndios que ocorrem no Pantanal e algumas regiões de SP trouxeram fumaça ao Estado. Regiões Oeste e central devem ser mais afetadas

Chuva negra pode ocorrer neste final de semana

Chuva negra pode ocorrer neste final de semana

Léo Pinheiro/Futura Press/Folhapress

Os incêndios que ocorrem no Pantanal brasileiro e em algumas regiões de São Paulo estão trazendo fumaça, também conhecidas como “fuligem de queimada”, a todo o Estado paulista, fenômeno que deve aumentar nos próximos dias, entre quinta-feira (17) e domingo (20). O final de semana pode ter, ainda, a chamada “chuva negra”.

A fumaça presente em São Paulo – e que deve aumentar nos próximos dias – chegou ao Estado por conta de uma corrente de ventos a aproximadamente 1,5 quilômetro de altitude, que traz a fuligem do Pantanal, além dos incêndios em diversas regiões paulistas.

As regiões central e Oeste paulistas devem ser as mais afetadas pelo fenômeno, afirma Fábio Luengo, da Somar Meteorologia.

“Inicialmente, a consequência é mais visual: um nascer do sol e pôr do sol mais alaranjados, avermelhados. Se a concentração aumentar muito e chegar mais próxima à superfície, pode trazer problemas para o sistema respiratório e também irritação nos olhos”, comenta o meteorologista.

Chuva negra

Com a chuva prevista para o fim de semana em São Paulo, Luengo aponta que há a possibilidade de ocorrer o fenômeno chamado de “chuva negra”.

Neste caso, explica o especialista, a chuva acaba ‘limpando’ a atmosfera. Como a fumaça possui uma coloração mais escura, com concentrações maiores de gás carbônico e monóxido de carbônico, entre outras substâncias, a água também se escurece.

Veja também: Governo é condenado por suspender transporte de alunos de Ibitinga (SP)

Os efeitos, porém, não são apenas visuais: “Pode ser prejudicial, sim. Para consumo, nem pensar. E pode prejudicar um pouco as lavouras também”.