São Paulo Índice de aprovação a protestos atinge nível mais baixo desde junho, diz Datafolha

Índice de aprovação a protestos atinge nível mais baixo desde junho, diz Datafolha

Naquele mês, quando atos começara a se espalhar, taxa era de 81%; agora, passou para 52%

Índice de aprovação a protestos atinge nível mais baixo desde junho, diz Datafolha

Cinquenta e dois por cento dos brasileiros apoiam as manifestações populares, conforme pesquisa do Datafolha.  O patamar é o mais baixo registrado pelo instituto desde que os protestos começaram a se espalhar pelo País, em junho do ano passado. Naquele mês, o índice de aprovação era de 81%.  Em agosto, já havia caído, passando para 77%.

De acordo com a sondagem, se a aprovação diminuiu, o índice de rejeição aumentou.  Em junho, 15% se diziam contrários aos protestos. Em agosto, 18%. Agora, o percentual é de 42%.

As maiores taxas de apoio às manifestações estão “entre os moradores da região Sul, entre os que desaprovam o governo federal (61%), entre mais jovens (63%), entre os mais ricos (66%), entre os mais escolarizados (72%)”.

Leia mais notícias de São Paulo

Já as taxas mais altas de rejeição aos protestos estão “entre os mais pobres, (49%), entre os moradores de cidades com até 50 mil habitantes (49%), entre os que avaliam positivamente o governo Dilma Rousseff (50%), entre os menos instruídos (56%) e entre os mais velhos (58%)”.

Atos durante a Copa

A pesquisa mostra ainda que 63% não aprovam manifestações durante a Copa do Mundo contra 32% que se declararam favoráveis. Segundo o Datafolha, o apoio aos protestos durante a realização do evento é mais alto “entre os moradores da região Sudeste (36%), os mais jovens (39%), os mais escolarizados (46%), os que possuem renda familiar mensal de mais de cinco a dez salários mínimos (42%) e os que avaliam negativamente o governo Dilma Rousseff (47%)”.

A reprovação aos atos é mais alta “entre as mulheres (67%), os mais humildes (68%), na região Nordeste (70%), nas regiões Norte e Centro-Oeste (71%), entre os moradores de municípios com menos de 50 mil habitantes (70%), no grupo de simpatizantes do PT (72%), entre os que avaliam como ótimo ou bom o governo federal (72%), entre os mais velhos (74%), e na parcela dos que acreditam que a situação econômica do país e pessoal irá melhorar (70% e 68%, respectivamente)”.

A pequisa do Instituto Datafolha foi realizada nos dias 19 e 20 de fevereiro de 2014. Ao todo, foram feitas 2.614 entrevistas em 161 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.