Novo Coronavírus

São Paulo Internações por covid-19 crescem nos principais hospitais de SP

Internações por covid-19 crescem nos principais hospitais de SP

Einstein vê aumento em hospitalizações e testes, Sírio Libanês diz que números de novembro se comparam a abril. Oswaldo Cruz registra leve alta

  • São Paulo | Fabíola Perez, do R7 e Vânia Souza, da Agência Record

No Sírio, internações em novembro se comparam a abril, mês de pico da doença

No Sírio, internações em novembro se comparam a abril, mês de pico da doença

Eduardo Anizelli/Folhapress/23.03.2020

Os principais hospitais de São Paulo registram aumento no número de internações por covid-19 em novembro. O Hospital Israelita Albert Einstein informou que registrou, neste mês, um crescimento no número de hospitalizações por covid-19 e testes realizados. O Sírio Libanês afirma que as internações pela doença nos primeiros 14 dias do mês se comparam a abril deste ano e o hospital Oswaldo Cruz afirmou ter percebido uma leve alta nas internações.

O aumento no número de casos confirmados e suspeitos ocorre após diversos países da Europa e os EUA também enfrentarem uma segunda onda da doença. Em São Paulo, o Hospital Israelita Albert Einstein informou que, entre a quinta-feira (12) e a sexta-feira (13) foram registradas 18 novas internações relacionadas à doença decorrente do novo coronvírus.

Leia mais: Laboratórios de SP têm alta de testes positivos para covid-19

O número supera a média de hospitalizações contabilizadas diariamente nas últimas semanas. Hoje, são 68 leitos ocupados por pacientes com diagnóstico confirmado para a doença. Da última semana de setembro ao dia 12 de novembro, a média de internações oscilou entre 50 e 55 pacientes infectados pelo SarsCov-2.

O hospital observou ainda um aumento no total de testes realizados. Entre 20 e 26 de outubro, a média diária foi de 869 exames, sendo 82 positivos. De 27 de outubro a 2 de novembro, de 867, com 97 positivos. Entre 3 e 9 de novembro, a média foi de 1017 e de 155 confirmações.

Veja também: Com 1.212 habitantes, única cidade do Brasil sem covid-19 fica em MG

O hospital Sírio Libanês informou que neste sábado (14) foram registradas, até o momento, 120 internações relacionadas à covid-19, sendo que 30% desses casos são internações na UTI do hospital. Segundo o hospital, esse número é o mesmo registrado durante o pico da doença, em abril deste ano.

Nos dois últimos meses, o registro de internações diárias por conta do coronavírus variava entre 80 e 110. Houve uma tendência para aumento dos casos relacionados à Covid-19 nas duas primeiras semanas de novembro.

Leia ainda: Pausa nos testes da CoronaVac não desmobiliza voluntários em SP

Na quinta-feira (12), a Beneficência Portuguesa de São Paulo, informou que estavam internados na instituição 41 pacientes com diagnóstico de covid-19. Do total de internados, 19 estavam em unidade de terapia intensiva (UTI).

Por meio de nota, o hospital informou que mantém a vigilância sobre a evolução epidemiológica dessa doença e a análise da série histórica do número de internados. Porém, o hospital não informou se houve aumento no número de casos de internações.

Veja mais: Coronavírus poderá se tornar resistente a vacinas? Saiba mais

O hospital Oswaldo Cruz também registou aumento no número de internações. Segundo a instituição, em novembro houve leve alta frente a outubro, mês que havia sido registrada queda. O hospital informou ainda que na sexta-feira (13) houve retração em relação a quinta (12). 

De acordo com os hospitais, os novos números alertam para a necessidade da manutenção das medidas de prevenção: uso de máscaras em qualquer ambiente, fechado ou ao ar livre, respeitar o distanciamento social sempre, não participar de aglomerações e realizar a higienização das mãos com frequência.

Procurado, o Hospital Samaritano afirmou que envia os números de internações diretamente para a Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo. 

Últimas