Internado com suspeita de covid-19 morre de traumatismo craniano

Homem de 56 anos foi encontrado caído em um banheiro do Hospital Municipal do Tatuapé, na zona leste de São Paulo.

Homem foi avaliado inicialmente com pneumonia

Homem foi avaliado inicialmente com pneumonia

Reprodução/GoogleStreets

Wilson de Oliveira, de 56 anos, foi encontrado morto em um banheiro do Hospital Municipal do Tatuapé, na zona leste de São Paulo, após dar entrada com sintomas de covid-19. O laudo médico, no entanto, registra como causa da morte traumatismo craniano e o resultado do exame deu inconclusivo para o novo coronavírus.

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

O paciente fazia parte do grupo de risco por ter diabetes e hipertensão. Segundo a família, eles levaram Wilson para ao hospital com sintomas de covid-19. Após avaliações iniciais, foram avisados de que ele estava com pneumonia e que seguiria em tratamento.

Depois de algumas horas esperando atualizações sobre o estado de saúde, a família foi informada que o corpo de Wilson foi encontrado dentro de um dos banheiros da unidade, com traumatismo craniano.

Leia também: Falso médico responderá por morte de pacientes com covid-19 em SP

Segundo uma das filhas da vítima, que é enfermeira, o idoso fazia uso de uma bengala que era fundamental para a locomoção dele, e quando perguntado se Wilson poderia ficar com a peça, os médicos negaram. “Andar sem a bengala é o maior perigo”, disse uma das filhas da vítima à Record TV.

Por questões de segurança contra a covid-19, os familiares não tiveram acesso ao corpo e fizeram o reconhecimento por foto. Segundo eles, Wilson estava machucado. "Ele estava com o rosto bem inchado como se tivesse batido o rosto na pia e com bastante sangue no rosto", disse a filha.

A família está indignada, acusa o hospital de negligência no protocolo de segurança. “O paciente que está em internação não é para cair”, enfatizou a filha. 

A unidade ainda não entregou o prontuário. O teste de Wilson deu inconclusivo para covid-19. A família fez um boletim de ocorrência e o caso foi registrado pela polícia como morte suspeita. O Hospital Municipal do Tatuapé, segundo a Record TV, lamentou a morte.