Novo Coronavírus

São Paulo Internado em SP, Maguito Vilela tem sangramento nos pulmões

Internado em SP, Maguito Vilela tem sangramento nos pulmões

Prefeito eleito de Goiânia (GO), teve piora do quadro nesta sexta-feira (11) em tratamento da covid-19 no Hospital Albert Einstein, na capital paulista

  • São Paulo | Do R7

Maguito Vilela (MDB) está internado no Hospital Albert Einstein, em SP

Maguito Vilela (MDB) está internado no Hospital Albert Einstein, em SP

Reprodução / Redes Sociais

O prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), teve um sagramento na pleura (membrana que reveste os pulmões) nesta sexta-feira (11), fato que agravou o estado de saúde do paciente.

O político, de 71 anos, está internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) comum do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde faz tratamento para se curar após ser infectado pela covid-19.

Segundo o boletim médico, Maguito Vilela foi submetido a uma videotoracoscopia para controle de hemorragia pulmonar. O procedimento foi bem sucedido. O paciente apresentou instabilidade hemodinâmica com controle no momento. Segue traqueostomizado, porém com necessidade de sedação mais profunda para possibilitar a adequada ventilação.

O comunicado é assinado pelos pneumologistas Carmen Barbas e Marcelo Rabahi, além de Miguel Cendoroglo, diretor médico e de serviços hospitalares do Albert Einstein.

Histórico hospitalar

Maguito Vilela, que também é ex-governador goiano, está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 27 de outubro, após ser infectado pelo novo coronavírus. O tratamento o fez perder parte da campanha pela prefeitura da capital do seu estado de origem.

No dia 30 de outubro, a equipe médica decidiu pela intubação do paciente pelo quadro de insuficiência respiratória. Ele evoluiu bem, foi extubado no dia 8 de novembro, mas voltou a ser intubado em razão de uma piora do quadro pulmonar (inflamatória e infecciosa). seguindo em ventilação mecânica invasiva.

Já no dia 17 de novembro, os médicos iniciaram um tratamento dialítico seguido de instalação de Ecmo para proporcionar ventilação protetora pulmonar.

Depois, no dia 3 de dezembro, Maguito Vilela retornou para a UTI comum, onde seguiu com o tratamento. De acordo com a equipe médica responsável, o paciente estava "traqueostomizado e em ventilação mecânica protetora com bom controle de oxigenação".

Últimas