Novo Coronavírus

São Paulo Internados, bebês contraem covid-19 em hospital de São Bernardo (SP)

Internados, bebês contraem covid-19 em hospital de São Bernardo (SP)

Além das crianças, outras dez pessoas estão com a doença. Pais denunciam que não receberam orientações e estão em isolamento sem proteção

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Doze pessoas estão com covid-19 no Hospital das Clínicas no ABC Paulista

Doze pessoas estão com covid-19 no Hospital das Clínicas no ABC Paulista

Reprodução / Record TV

Mães denunciam que bebês internados no Hospital das Clínicas de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, estão com a covid-19. Os filhos já estavam na unidade por causa de problemas no coração. Outras dez pessoas, entre funcionários, acompanhantes e pacientes, tiveram o resultado positivo para o novo coronavírus. Os pais reclamam da falta de orientações e dizem que estão em isolamento sem proteção. As informações são da Record TV.

Leia mais: Médico de 32 anos morre por covid-19 em São Bernardo do Campo

As suspeitas começaram quando uma enfermeira-chefe foi diagnosticada com covid-19. Todos então tiveram de fazer o teste. Foi assim que as mães descobriram que os bebês contraíram a doença. A mãe de um deles relatou como foi receber a notícia: "Fiquei muito triste quando a médica falou que minha filha estava com covid. Chorei bastante, fiquei arrasada porque o que mais temia aconteceu".

Ela tem outros filhos, que estão com o pai no litoral paulista, e está preocupada em transmitir o vírus. A mãe não viu o resultado do próprio exame, mas foi informada que deu negativo. O problema é que ela está em isolamento com a criança sem proteção. "Não me falaram nada de prevenção para mim e cuidados para ela. Não me deram máscaras, luvas, só jogaram a gente aqui dentro", revelou.

Veja também: Médico de 56 anos morre com coronavírus em São Paulo

O 5° andar do hospital está em quarentena por 14 dias. Uma faxineira que não quer se identificar relata que está usando uma máscara por 30 dias, quando o ideal seria apenas 12 horas.

Outra mãe de bebê disse que está no quarto com a criança, mas não tem cama para dormir, apenas uma poltrona, e nem água quente no chuveiro. "O hospital foi irresponsável, não fechou a ala quando podia e nem preveniu as crianças", cobrou uma das mães.

Leia ainda: São Paulo tem 1.093 mortes por covid-19 e 15.385 casos confirmados

As visitas estão proibidas na unidade e os parentes reclamam de falta de informações sobre os pacientes internados com outras doenças.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que a direção do HC está atuando para atender as necessidades de pacientes e acompanhantes. Ressaltou ainda que o boletim médico é passado aos parentes por telefone.

Últimas