São Paulo Janaína Paschoal evita comentar sobre assédio: 'prudente aguardar'

Janaína Paschoal evita comentar sobre assédio: 'prudente aguardar'

Caso foi denunciado pela deputada Isa Penna após câmera flagrar o deputado Fernando Cury com a mão na altura dos seios dela

  • São Paulo | Do R7

A deputada estadual em SP Janaína Paschoal

A deputada estadual em SP Janaína Paschoal

Moreira Mariz/29.04.2016/Agência Senado

A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP) afirmou neste sábado (19) em suas redes sociais que considera "prudente aguardar" para se posicionar sobre o caso envolvendo seus colegas Isa Penna (PSOL-SP) e Fernando Cury (Cidadania-SP).

Em sessão na quarta-feira (16), Cury foi flagrado pelas câmeras do plenário abordando a deputada por trás. Ele colocou a mão na lateral do corpo dela, na altura dos seios, sendo prontamente repelido pela deputada. No dia seguinte, Isa Penna registrou boletim de ocorrência contra Cury por assédio sexual. 

Deputada Isa Penna (PSol) repeliu o deputado Fernando Cury (Cidadania)

Deputada Isa Penna (PSol) repeliu o deputado Fernando Cury (Cidadania)

Reprodução/TV Alesp

A deputada Janaína Paschoal, a mais votada para a Assembleia de São Paulo em 2018, afirmou que tem sido cobrada a se manifestar sobre o episódio, mas que não irá se posicionar agora porque pode ter de decidir sobre o caso.

Cidadania aciona conselho de ética contra Fernando Cury por assédio

"Ocorre que, na condição de deputada estadual, posso ser chamada a decidir formalmente, ou seja, votar culpa e eventual punição. Nesse contexto, penso ser o mais prudente aguardar", afirmou. Os deputados podem ser chamados a se manifestar sobre uma possível cassação de Cury.

A deputada afirmou também que, em caso de uma convocação extraordinária para deliberar sobre o caso, agirá de forma técnica. "A diferença se faz no mundo real, e não no virtual", disse.

Últimas