São Paulo Jovem desaparece 5 dias após ser estuprada em Guarulhos, diz família

Jovem desaparece 5 dias após ser estuprada em Guarulhos, diz família

Familiares de auxiliar administrativa acredita que os dois crimes tenham sido cometidos pelas mesmas pessoas, e que tem ligação com ex-namorado

  • São Paulo | Thays Reis e Carolina Lopes, da Agência Record

Jovem foi sequestrada e estuprada em Guarulhos

Jovem foi sequestrada e estuprada em Guarulhos

Agência Brasil

Uma auxiliar administrativa de 24 anos desapareceu em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, por volta de 14h do último domingo (26). Conforme as investigações, ela havia sido estuprada uma cinco dias antes, e familiares acreditam que os mesmos criminosos podem estar envolvidos no seu desaparecimento. 

Conforme registro na Polícia Civil, a jovem saiu do trabalho no último dia 21 de julho e estava indo para o ponto de ônibus no centro de Guarulhos quando foi abordada por dois homens em um carro Ford Fiesta preto.

Leia também: Homem acusado de estupro é preso após ficar 6 anos foragido em SP

Um dos homens estaria com uma arma de fogo e, sob ameaça, a mulher entrou no banco de trás do carro. Um dos homens sentou ao lado dela e o outro permaneceu na direção, mantendo o carro em movimento.

O homem que estava no banco de trás tirou a roupa da mulher e a estuprou, conforme apontam as apurações.

Durante o tempo em que estiveram no carro, os homens falavam com alguém apelidado de "Cremosinho", ainda de acordo com os registros na Polícia Civil. Segundo as informações do boletim de ocorrência, esse é o apelido de um vizinho do ex-namorado da vítima.

Os homens teriam mantido a jovem por cerca de 50 minutos e depois a libertaram no bairro Jardim Paraventi, em Guarulhos, sem roubar nada dela.

Enquanto a auxiliar administrativa ainda estava trabalhando, seu irmão recebeu uma mensagem do WhatsApp da vítima, falando que ela havia sido sequestrada. Os criminosos exigiam o depósito de R$ 20 mil em uma conta bancária, da mesma agência da vítima, para que ela fosse liberta.

Algum tempo antes do estupro, a vítima ainda conta que alguém criou um perfil falso no Instagram, usando o nome dela.

Após ser libertada, a mulher foi levada para casa dela por policiais militares. O caso foi registrado no 9º DP de Guarulhos, e a polícia solicitou exame sexológico e de constatação de lesão no Hospital Pérola Byington.

Já no último domingo (26), Patrícia foi para casa de um amigo, também em Guarulhos, por volta de 11h. Cerca de três horas depois, a vítima chamou um carro por aplicativo para ir embora, mas não foi mais vista.

Não se sabe se ela entrou de fato no carro de aplicativo. A família suspeita que ela tenha sido sequestrada, novamente, pelos mesmos homens da semana anterior.

De acordo com o amigo visitado pela vítima, ele recebeu uma mensagem do celular da jovem, cerca de meia-horas depois de ela ter ido embora, dizendo que já havia chegado em casa. Contudo, a mulher não chegou.

Na noite de domingo (26), a família começou a receber mensagens pelo Instagram de um homem dizendo que ele havia sequestrado a jovem.

De acordo com informações da Polícia Civil, o homem dizia conhecer a vítima e afirmou que a tinha sequestrado porque ela rejeitou ele. Por mensagem, ele também pediu o valor de R$ 20 mil para libertar a vítima.

Ele mandou áudio e fotos que seriam da vítima, mas a única que a família pôde reconhecer a jovem foi uma foto de seu braço esquerdo, onde a mulher possui uma tatuagem. O braço estava sujo de uma substância vermelha que parecia ser sangue. As outras fotos e áudios tinham qualidade ruim e não mostravam o rosto dela, então não foi possível reconhecê-la.

Ainda segundo informações do boletim de ocorrência, o irmão da auxiliar administrativa trocou mensagens com ela durante a madrugada de segunda-feira (27), mas quando ele pediu que ela enviasse a localização de onde estava, ela parou de responder.

O celular da jovem estava ligado até a noite de segunda-feira (27), e ela ainda recebia as chamadas e mensagens que a família enviava no WhatsApp, mas parou de receber na manhã desta terça-feira (28). 

A família do ex-namorado da jovem entrou em contato com a família da vítima para saber se tinham informações sobre ela, mas o próprio ex-namorado não se manifestou até o momento.

O caso de estupro foi registrado no 9º DP de Guarulhos, e a ocorrência de desaparecimento no 1º DP da cidade.

Últimas