São Paulo Jovem escalpelada pode voltar a SP para tratar inflamações na cabeça

Jovem escalpelada pode voltar a SP para tratar inflamações na cabeça

Médicos aguardam o resultado do tratamento para determinar a volta para hospital especializado em Ribeirão Preto, onde jovem já fez cirurgias antes

Débora, que teve o couro cabeludo arrancado, sonha em ser médica

Débora, que teve o couro cabeludo arrancado, sonha em ser médica

Reprodução Redes Sociais

A jovem que teve o couro cabeludo arrancado em um acidente de kart em Recife, Pernambuco, em agosto deste ano, e passou por diversas cirugias de reconstituição, pode voltar ao Hospital Especializado de Ribeirão Preto, em São Paulo, para tratar uma inflamação na região da cabeça. 

A informação foi confirmada por Eduardo Tumajan, noivo de Débora Dantas, de 19 anos, que afirmou que a jovem está tomando medicação para combater a inflamação e algumas feridas na região do couro cabeludo. "Não sabemos ainda se vamos voltar a São Paulo, vai depender do resultado da medicação."

O empresário disse que visualizou as feridas e, na sequência, informou aos médicos, que aguardam o resultado do tratamento para determinar a volta da jovem para o centro especializado de Ribeirão Preto.

O caso

O acidente ocorreu na cidade de Recife, no dia 8 de agosto deste ano. Em estado grave, a vítima foi internada no Hospital da Restauração. Ela foi transferida para São Paulo dez dias depois, para passar por cirurgias de reconstituição no couro cabeludo, pálpebras e pescoço.

Leia mais: Jovem escalpelada faz cirurgia de reconstrução de pálpebras

Depois de quatro operações, a jovem passou por um enxerto de pele no couro cabeludo. Ela voltou para sua cidade natal no final de outubro, com a expectativa de se formar médica. Entre outros planos, Débora também pretende escrever um livro. De acordo com o noivo, o tratamento deve levar mais dois anos até a recuperação total.