São Paulo Jovem grávida é assassinada a tiros na Grande SP

Jovem grávida é assassinada a tiros na Grande SP

Polícia diz que o principal suspeito do crime é o pai do bebê

Jovem grávida é assassinada a tiros na Grande SP

Uma jovem de 17 anos, grávida de três meses, foi morta a tiros, na manhã desta sexta-feira (27), na casa onde morava, em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. O principal suspeito do crime, segundo a Polícia Civil, é um rapaz de 25 anos que seria o pai do filho que Laís Cláudia Alves esperava.

Em depoimento, a mãe da garota disse ter visto a filha falando ao telefone com o namorado, por volta das 7h. Pouco tempo depois, ela recebeu uma mensagem de texto que pedia que ela saísse de casa e esperasse na porta de casa. Ela obedeceu e após isso os familiares ouviram os disparos. A vítima foi atingida por quatro tiros.

Quando os parentes de Laís saíram para ver o que havia acontecido, o autor do crime já tinha fugido, levando o celular da jovem. A garota não resistiu e morreu no local.

Policiais do Setor de Homicídios da Delegacia Seccional de Mogi das Cruzes assumiram a investigação do caso. Por volta do meio-dia eles estiveram na casa do rapaz suspeito do crime, mas não o encontraram.

O enterro da jovem deve acontecer por volta das 9h de sábado (28), no cemitério Parque do Cambiri.

Leia mais notícias de São Paulo