São Paulo Jovem inocente é solto após passar dois meses preso em São Paulo

Jovem inocente é solto após passar dois meses preso em São Paulo

Segundo a defesa, o detido havia sido abordado por policiais e os agentes teriam dito a ele que forjariam sua prisão para serem promovidos

  • São Paulo | Laura Lourenço e Gilberto Gava, da Agência Record

Gabriel será liberado do CDP de Osasco, na tarde desta-sexta-feira (11)

Gabriel será liberado do CDP de Osasco, na tarde desta-sexta-feira (11)

Reprodução Google Maps

Um estudante de 18 anos que alega ter sido preso injustamente no dia 13 de julho será solto nesta sexta-feira (11) após ter habeas corpus concedido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Gabriel Apolinário foi detido em frente ao condomínio onde mora, na rua José Manoel Camisa Nova, no bairro Jardim São Luiz, na zona sul de São Paulo. 

No dia da ação, ele foi abordado pela polícia, mas nada de ilícito foi encontrado. Gabriel então informou aos policiais que havia uma mochila com drogas em um local próximo.

Após buscas, os policiais encontraram a mochila, que guardava 208 papelotes e 487 pinos de cocaína, além de 20 porções de maconha.

O estudante foi preso acusado de ter escondido a droga no local. Mais tarde, Gabriel foi conduzido a CDP (Centro de Detenção Provisória) de Osasco, na Grande São Paulo. 

Segundo a defesa de Gabriel, ele já havia sido abordado pelos mesmos policiais uma semana antes do ocorrido. Na ocasião, os agentes disseram ao jovem que forjariam a prisão dele para "subirem de patente".

A defesa alegou que o perfil de Gabriel não condizia com a atitude pela qual foi preso, pois "é um garoto fora da curva" no campo educacional e "dedicado e sonhador", segundo professores e colegas do jovem.

Últimas