São Paulo Justiça afasta conselheiro tutelar acusado de importunação sexual

Justiça afasta conselheiro tutelar acusado de importunação sexual

Decisão ocorre após pedido do Ministério Público de São Paulo, que ainda requer que homem não possa voltar a concorrer ao cargo

  • São Paulo | Do R7

Decisão ocorreu após pedido do MP-SP

Decisão ocorreu após pedido do MP-SP

Eduardo Knapp/Folhapress - 11.10.2019

A Justiça de São Paulo afastou liminarmente um conselheiro tutelar de São Paulo (SP) acusado de importunação sexual após solicitação do Ministério Público do Estado.

Segundo informou o MP-SP, o homem possuía condutas irregulares e constrangeu outra conselheira. Entre as atitudes relatas, ele havia, por exemplo enviado vídeos mostrando suas partes íntimas e tentou beijá-la contra sua vontade.

Um dos vídeos enviados ao celular da mulher foi visto pelo filho dela, que estava usando o aparelho naquele momento.

O MP ainda requer a destituição definitiva do conselheiro e que ele seja impedido de retornar ao cargo.

Últimas