São Paulo Licitação para linha 19-Celeste do Metrô de SP é suspensa

Licitação para linha 19-Celeste do Metrô de SP é suspensa

Anulação veio depois de um pedido feito pelo Sinaeco, que afirmou que o edital considerou o menor preço como único critério de seleção

Edital anulado era para a contratação de uma empresa de arquitetura e engenharia

Edital anulado era para a contratação de uma empresa de arquitetura e engenharia

Reprodução/Metrô

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo suspendeu o edital de licitação para elaboração do projeto básico da linha 19-Celeste do Metrô, que vai ligar Guarulhos, na região metropolitana, a São Paulo.

Leia também: PSDB vai oficializar candidatura de Covas com apoio de 9 partidos

A determinação da anulação do edital veio depois de um pedido feito pelo Sinaeco (Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva), que afirmou que a licitação considerou o menor preço como único critério de seleção da empresa vencedora da proposta, sem especificar as qualificações técnicas necessárias.

No pedido de suspensão, o argumento foi de que "a finalidade da licitação não é a de selecionar a proposta mais vantajosa apenas do ponto de vista econômico, mas também aquela que atenda o interesse público da maneira mais eficiente e produtiva: de nada adianta obter um preço em tese vantajoso e se contratar um serviço completamente ineficiente e prestado com falhas".

Leia também: Redução de danos: como se proteger da covid-19 no ônibus, no trem e no metrô

O edital anulado era para a contratação de uma empresa de arquitetura e engenharia que faria a elaboração do projeto básico da linha. O tribunal considerou que o edital estava incompleto, já que só considera o preço como critério e não avalia também a competência técnica das propostas.

O governo propõe que a nova linha faça a ligação entre Guarulhos e Campo Belo, na zona sul. Ela terá 24 estações e fará integração com outras nove linhas do sistema.

Últimas