Novo Coronavírus

São Paulo Maguito Vilela é diplomado prefeito de Goiânia pela Justiça Eleitoral

Maguito Vilela é diplomado prefeito de Goiânia pela Justiça Eleitoral

Documento oficial, emitido nesta sexta-feira (18), confirma no cargo o político, de 71 anos, que segue internado para o tratamento da covid-19, em SP 

  • São Paulo | Do R7

Maguito Vilela (MDB), recebeu o diploma de prefeito de Goiânia nesta sexta (18)

Maguito Vilela (MDB), recebeu o diploma de prefeito de Goiânia nesta sexta (18)

Divulgação

O prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), recebeu da Justiça Eleitoral, nesta sexta-feira (18), o diploma que o ratifica no cargo, após a vitória nas eleições municipais deste ano. O político, de 71 anos, está internado na UTI do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para o tratamento da covid-19.

Leia também: FDA aprova uso emergencial da vacina da Moderna nos EUA

O documento que confere a posse de Maguito à frente da prefeitura da capital goiana foi assinado pelo presidente da Junta Eleitoral da 2ª Zona do Município de Goiânia, Leonardo Aprigio Chaves.

Reprodução/Redes Sociais

Maguito Vilela está internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 27 de outubro. O paciente eencontra-se traqueostomizado e em ventilação mecânica, mantendo nível de oxigenação satisfatório. O quadro hemodinâmico continua estável com sedação leve.

Leia também: Mais 2 milhões de doses da CoronaVac desembarcam em SP

O boletim médico mais recente, divulgado nesta sexta-feira, é assinado pelos pneumologistas Carmen Barbas e Marcelo Rabahi, além de Miguel Cendoroglo, diretor médico e de serviços hospitalares do Albert Einstein.

Histórico hospitalar

Maguito Vilela, que também é ex-governador goiano, está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 27 de outubro, após ser infectado pelo novo coronavírus. O tratamento o fez perder parte da campanha pela prefeitura da capital do seu estado de origem.

No dia 30 de outubro, a equipe médica decidiu pela intubação do paciente pelo quadro de insuficiência respiratória. Ele evoluiu bem, foi extubado no dia 8 de novembro, mas voltou a ser intubado em razão de uma piora do quadro pulmonar (inflamatória e infecciosa), seguindo em ventilação mecânica invasiva.

Já no dia 17 de novembro, os médicos iniciaram um tratamento dialítico seguido de instalação de Ecmo para proporcionar ventilação protetora pulmonar.

No dia 3 de dezembro, Maguito Vilela voltou para a UTI comum, onde permaneceu traqueostomizado e em ventilação mecânica protetora com bom controle de oxigenação. Os médicos mantiveram além da diálise e o paciente estava hemodinamicamente estável. No dia 8 de dezembro, a equipe médica reduziu a sedação do paciente.

Últimas