Mais segurança a ciclistas faria 32% dos paulistanos usarem bicicleta

Construção de mais ciclovias e melhor sinalização nas ruas estiveram entre demandas mais citadas em pesquisa sobre mobilidade em São Paulo

Cerca de um terço de SP usaria bicicleta se houvesse mais segurança para ciclistas

Cerca de um terço de SP usaria bicicleta se houvesse mais segurança para ciclistas

Roberto Casimiro/Fotoarena/Folhapress - 29.09.2020

Aproximadamente um terço dos paulistanos usaria bicicleta se em São Paulo houvesse mais segurança aos ciclistas. É o que revela pesquisa da Rede Nossa São Paulo sobre mobilidade na capital paulista, divulgada nesta quinta-feira (15).

Perguntados sobre o que os faria começar a usar bicicleta para se deslocar na cidade, 32% dos entrevistados citaram “mais segurança”, 18% falaram na construção de mais ciclovias, 17% gostariam de melhor sinalização nas ruas, outros 17% usariam as bikes se a cidade fosse mais plana e 13% utilizariam bicicletas se trabalhassem ou estudassem mais perto de casa.

Em sequência, cita-se a construção de bicicletários ou paraciclos nos locais de trabalho e terminais de ônibus e metrô (12%), poder entrar em trens e metrôs em qualquer horário com a bicicleta (7%) e o receio de usar o transporte público por conta da pandemia de covid-19 (7%).

Do total de entrevistados que não já utilizam bicicleta, 25% disseram que nunca usariam este tipo de veículo.

8 em cada 10 paulistanos são a favor de ampliação de ciclovias e ciclofaixas

Ciclistas pedalam em ciclovia na marginal Pinheiros, zona oeste de SP

Ciclistas pedalam em ciclovia na marginal Pinheiros, zona oeste de SP

Eduardo Knapp/Folhapress - 03.08.2020

Embora a adesão às bicicletas ainda seja baixa, a grande maioria dos paulistanos se mostra simpática ao uso.

Dos entrevistados, 81% disseram ser favoráveis à construção e ampliação de ciclovias e ciclofaixas na capital paulista.

Além disso, 58% se colocaram a favor da substituição das vagas para veículos particulares por áreas de uso público, como ciclovias, faixas de ônibus e alargamento de calçadas, entre outras.

Em relação aos que defendem a redução das velocidades praticadas nas ruas e avenidas da cidade, o número se manteve igual ao de 2019: 56%.

Uso de transporte coletivo cai, mas poucos buscam bicicletas como solução

Como também revelou a pesquisa, entre 2019 e 2020 o uso de transporte coletivo diminuiu consideravelmente em São Paulo: 12%. Entretanto, o aumento na utilização de bicicletas como transporte principal foi quase nulo – de apenas 1%.

Em 2018 e 2019, 2% dos paulistanos disseram ter nas bicicletas o transporte mais utilizado no dia a dia.

Este ano, com a pandemia de covid-19 e a busca por outras alternativas de deslocamento, o número subiu para somente 3% dos entrevistados. Já a utilização de carros aumentou (de 20% em 2019 a 25% este ano), assim como o deslocamento a pé (de 6% a 15%).