Manifestantes detidas na avenida Paulista são liberadas

Mulheres foram detidas após confusão em ato contra PEC 55, que terminou com depredação

Foram liberadas durante a madrugada desta quarta-feira (14) as duas manifestantes detidas em um protesto contra a PEC 55 - mudança na Constituição que limita os gastos públicos - ontem, na avenida Paulista. Segundo a polícia, uma delas portava explosivos.

O ato terminou em quebra-quebra quando parte do grupo conseguiu invadir o prédio da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e causou depredações no interior do edifício. Vândalos também colocaram fogo em lixo e depredaram um telefone público.

Os policiais militares apreenderam rojões, coqueteis molotov e outros explosivos, que foram detonados em uma praça.

Em nota, a Fiesp diz que "lamenta que uma minoria violenta ainda acredite que a depredação seja uma maneira razoável de manifestar posições políticas ou ideológicas". A entidade ainda diz que foi alvo de "um ataque criminoso e violento liderado por vândalos que portavam bandeiras do PT e da CUT [Central Única dos Trabalhadores]".

Protesto terminou com confusão na avenida Paulista
Protesto terminou com confusão na avenida Paulista MASAO GOTO FILHO/ESTADÃO CONTEÚDO