Menina de 8 anos encontra mãe esfaqueada no interior de São Paulo

A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu, na madrugada deste domingo (11), em Tupi Paulista

Delegacia de Dracena onde suspeito aguarda audiência de custódia

Delegacia de Dracena onde suspeito aguarda audiência de custódia

Google Street View

Uma psicóloga, de 29 anos, morreu após ser esfaqueada pelo namorado na madrugada deste domingo (11), no Jardim Aparecida, em Tupi Paulista, no interior de São Paulo, a 700 km da capital. Ela foi encontrada pela filha de 8 anos com ferimentos no pescoço provocados por golpes de faca.

A vítima chegou a ser socorrida e levada pelo irmão ao Pronto Atendimento Médico Municipal Doutor Francisco Manzano Thome, mas não resistiu e morreu.

Taxa de feminicídios no Brasil é a quinta maior do mundo

Segundo informações da Polícia Militar, a criança chamou o avô e o tio  após encontrar a mãe caída e ensaguentada dentro de casa. Ela também disse ter visto o namorado da mãe saindo da residência.

Ainda conforme a polícia, o suspeito de ter cometido o crime é um repositor de supermercado de 43 anos. O homicídio teria ocorido após um desentendimento familiar. O namorado e o irmão da vítima teriam brigado na noite anterior. Ele então teria ido atrás do cunhado com o intuito de matá-lo. Ao chegar no local não encontrou o cunhado e acabou discutindo com a namorada e a atacado.

A Polícia Militar conseguiu localizá-lo por volta das 7h, no acostamento do km 139 da Rodovia General Euclides de Oliveira Figueiredo, e foi preso após confessar ter cometido o crime. O suspeito foi encaminhado à Delegacia de Dracena onde aguarda audiência de custódia.

A reportagem do R7 tentou falar com a defesa do suspeito, mas até o fechamento da matéria ele ainda não tinha advogado.