São Paulo Metrô de SP promete retomar obras para conclusão da Linha 17-Ouro

Metrô de SP promete retomar obras para conclusão da Linha 17-Ouro

Novo contrato é assinado para finalizar parte das obras iniciadas em 2011. Linha estava prevista para Copa do Mundo de 2014

Obras da Linha 17-Ouro permanecem inacabadas há 8 anos

Obras da Linha 17-Ouro permanecem inacabadas há 8 anos

Estadão Conteúdo

O metrô de São Paulo assinou na segunda-feira (13) um novo contrato para conclusão dos 14% da via que ainda não foi finalizada da Linha 17-Ouro, monotrilho que começou a ser implantado desde 2011. O acordo será firmado com a empresa Constran Internacional, que venceu com a proposta de R$ 494 milhões. O metrô informou ainda que deverá se reunir com a empresa para definir o cronograma das obras.

O primeiro trecho do monotrilho terá 7,7 km de extensão e ligará o aeroporto de Congonhas à estação Morumbi da CPTM. O monotrilho também contará com a ligação da linha e a estação Campo Belo, da linha 5-Lilás.

Leia mais: Motorista que atropelou e matou menino de 4 anos não tem CNH

Os serviços deixaram de ser feitos após a rescisão de contrato com o antigo consórcio, o CMI, formado pelas empresas Andrade Gutierrez, CR Almeida e Scomi, após longos atrasos e lentidão nos trabalhos. O contrato havia sido rescindido no primeiro semetre de 2019.

Além do término da via, a empresa ficará responsável pela finalização de outras obras como as do Pátio Água Espraiada e das estações Aeroporto de Congonhas, Jardim Aeroporto, Brooklin Paulista, Vereador José Diniz, Campo Belo, Vila Cordeiro e Chucri Zaidan.

Leia também: Homem é encontrado morto próximo a caçamba de lixo em SP

A linha 17-Ouro fazia parte de um conjunto de compromissos para a realização da Copa do Mundo no Brasil. O metrô informou ainda que está em fase final a licitação para a fabricação dos trens e para o desenvolvimento do sistema que controla os trens.