São Paulo Ministro da Educação vai a Suzano prestar apoio após massacre

Ministro da Educação vai a Suzano prestar apoio após massacre

 Ricardo Vélez Rodríguez também diz que buscam impedir que novos casos como o da escola Estadual Professor Raul Brasil se repitam

Ministro da Educação

Ministro lamentou massacre em escola

Ministro lamentou massacre em escola

Guilherme Padim/ R7 - 14.03.2019

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, está em Suzano (SP) na manhã desta quinta-feira (14) para prestar apoio aos familiares das vítimas e sobreviventes do massacre na escola Estadual Professor Raul Brasil. 

Nesta manhã, acontece o velório coletivo de seis dos dez mortos na escola. O ministro compareceu ao local para prestar condolências aos familiares das vítimas, acompanhado do prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi. 

A cerimônia é realizada na Arena Suzano, ginásio localizado próximo a escola. Vélez Rodríguez afirma que o "Brasil está de luto". 

Dois atiradores entraram na escola e dispararam contra estudantes e funcionários na manhã de quarta-feira (13). Foram feitos ao menos 30 disparos. 

Segundo o secretário da Segurança Pública do Estado de São Paulo, João Camilo Pires de Campos, cinco alunos do colégio, duas funcionárias e o tio de um dos dois autores do crime morreram no massacre. Os atiradores Guilherme Taucci Monteiro e Luiz Henrique de Castro também morreram. 

Campos afirma também que Guilherme e Luiz cometeram suicídio quando viram os policiais militares no local. 

"Quando se depararam com a Força Tática, com o sargenteo Camargo, cabo Airana e cabo Diniz, eles [atiradores] estavam prestes a entrar em uma sala com dezenas de alunos. Se depararam com o escudo, e cometeram o suicídio. Não está identificado se um atirou", disse o secretário.