São Paulo Motorista que arrancou braço de ciclista na Paulista é condenado a seis anos

Motorista que arrancou braço de ciclista na Paulista é condenado a seis anos

Alex Siwek foi considerado culpado por lesão corporal culposa e por deixar o local de acidente

  • São Paulo | Alvaro Magalhães e Josmar Jozino

Alex Siwek foi condenado a seis anos

Alex Siwek foi condenado a seis anos

Adriano Lima/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo

 O motorista Alex Kozloff Siwek foi condenado, nesta segunda-feira (2), a seis anos de prisão, a serem cumpridos inicialmente em regime semiaberto, e teve a carteira de habilitação suspensa por cinco anos. Ele poderá recorrer em liberdade.

Ele era acusado de provocar o acidente que decepou o braço do ciclista David Santos Sousa, na avenida Paulista, em 10 de março de 2013.

O juiz Waldir Calciolari, da 25ª Vara Criminal de São Paulo, considerou Siwek culpado por lesão corporal culposa e por deixar o local de acidente.

Leia mais notícias de São Paulo no R7

O caso aconteceu às 5h45. De acordo com a decisão judicial, antes do acidente Siwek ingeriu três doses de vodca com energético em uma casa noturna. Na sentença, o magistrado cita o slogan do energético: "te dá asas".

Depois do acidente, Siwek jogou o braço de Sousa, que havia ficado em seu Honda Fit, no córrego da avenida Ricardo Jafet. Em seguida, apresentou-se a um policial militar em uma base.

A defesa de Siwek contesta a versão de que o motorista bebeu antes do acidente e afirma que vai recorrer da decisão.

— Ele comprou a bebida. Isso não significa que tenha ingerido — afirmou o advogado Cássio Paoletti. 

Ciclista atropelado ganha prótese que vale mais de R$ 80 mil

Nove ciclistas são internados por dia vítimas de acidente de trânsito

Assista ao vídeo sobre o braço mecânico de Sousa:

Últimas