Novo Coronavírus

São Paulo Motoristas de vans do serviço Ligado fazem protesto por salário

Motoristas de vans do serviço Ligado fazem protesto por salário

Categoria contratada pelo governo paulista para transportar crianças com mobilidade reduzida reivindica 50% do valor mensal por causa da pandemia

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record

Motoristas de vans que fazem o transporte de crianças com mobilidade reduzida fazem uma manifestação na manhã desta quinta-feira (20) na zona sul da capital paulista. A categoria, que está parada desde o início da pandemia do novo coronavírus, reivindica 50% do salário previsto em contrato. As informações são da Record TV.

Em todo o estado, 500 vans fazem esse tipo de transporte e há 150 dias os condutores estão sem renda.

Leia mais: Governo de SP autoriza jornada de 8h para comércios da fase amarela

Apesar da suspensão do serviço, os motoristas propõem colocar os veículos à disposição do governo estadual para, por exemplo, fazer o transporte de profissionais da saúde.

Vans do serviço LIGADO estão concentradas em frente à Alesp

Vans do serviço LIGADO estão concentradas em frente à Alesp

Reprodução

Os veículos do Serviço Especial LIGADO estão concentrados em frente à sede da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), na avenida Pedro Álvares Cabral, desde às 4h da manhã.

Veja também: Governo de SP planeja testar alunos e professores antes da volta às aulas

Às 11 horas está prevista uma carreata com destino ao Palácio dos Bandeirantes, na avenida Morumbi, também na zona sul.

Últimas