São Paulo Movimento na Ceagesp cai 30% em dia de protesto de caminhoneiros

Movimento na Ceagesp cai 30% em dia de protesto de caminhoneiros

Segundo entreposto, não há desabastecimento de produtos em São Paulo, mas houve queda no número de veículos em circulação

  • São Paulo | Do R7

Movimento na Ceagesp cai 30% em dia de protesto de caminhoneiros

Movimento na Ceagesp cai 30% em dia de protesto de caminhoneiros

Divulgação / Governo de SP

O movimento de veículos que deram entrada na Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo, caiu cerca de 30% nesta quinta-feira (9). As informações são da Seção de Gestão de Portarias do entreposto. Apesar da queda no número de caminhoneiros, não há desabastecimento.

Segundo a companhia, além dos protestos pelo país, nesta semana houve o feriado de 7 de setembro, quando já é esperado um menor movimento no mercado. A Ceagesp ressaltou também que quintas-feiras são dias de menos movimentação quando comparado às segundas, quartas e sextas-feiras.

A companhia disse ter ouvido relatos de caminhoneiros que só conseguiram chegar à Ceagesp nesta quinta-feira porque fizeram rotas alternativas e fugiram de possíveis bloqueios em rodovias.

De acordo com o diretor-presidente da Ceagesp, coronel Mello Araujo, os impactos negativos de uma eventual greve seriam sentidos imediatamente pelo mercado. Produtos como verduras e hortaliças, que chegam frescos diariamente ao entreposto da capital paulista, seriam os primeiros afetados. Haveria também reflexos nos preços com a falta geral de produtos.

A Ceagesp afirmou que vai continuar monitorando a movimentação no entreposto ao longo do dia.

Últimas