Morte de Marielle Franco

São Paulo MP investiga pichação ofensiva em grafite de Marielle no interior de SP

MP investiga pichação ofensiva em grafite de Marielle no interior de SP

Promotoria de Ribeirão Preto apura prática de crime ambiental, contra honra e apologia ao crime com as mensagens ofensivas em mural para ex-vereadora

  • São Paulo | Do R7

Mural com homenagem a Marielle Franco fica em Ribeirão Preto (SP)

Mural com homenagem a Marielle Franco fica em Ribeirão Preto (SP)

Reprodução/Redes Sociais

O Ministério Público de São Paulo investiga uma pichação com manifestações de ódio em um mural de Marielle Franco, então vereadora do Rio de Janeiro assassinada em março de 2018, localizado em Ribeirão Preto (SP).

A Promotoria de Justiça da cidade do interior paulista apura a prática de crime ambiental, contra a honra e apologia ao crime.

Veja também: STJ nega federalização de apuração do assassinato de Marielle Franco

O caso da pichação com ofensas a ex-vereadora, na avenida Maurílio Biagi, ganhou repercussão há cerca de um mês, após se tornar notícia em jornais da região.

Após o MPF (Ministério Público Federal) alegar não ter competência para tratar do assunto, afirmando que o caso é da alçada do Juizado Especial Criminal, o procedimento foi encaminhado ao MP-SP.

Últimas