Novo Coronavírus

São Paulo MP recomenda e prefeito descarta lockdown em Presidente Prudente

MP recomenda e prefeito descarta lockdown em Presidente Prudente

Promotor aponta ocupação de até 120% em hospitais da cidade. Reunião de prefeitos da região optou por reforçar protocolos

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Estado

Presidente Prudente

Presidente Prudente

Divulgação / Prefeitura - 08.06.2021

Após o Ministério Público Estadual recomendar que a prefeitura de Presidente Prudente, no interior de São Paulo, decretasse lockdown, o prefeito Ed Thomas (PSB) se reuniu com outros prefeitos da região e a decisão unânime foi para reforçar medidas restritivas, mas sem adotar a restrição máxima.

A recomendação do MPE, emitida na segunda-feira (7), era de lockdown de 15 dias para frear o avanço da pandemia. De acordo com o promotor de justiça Marcelo Creste, que assina o documento, a região apresenta taxa de ocupação de UTI acima de 96% há várias semanas e a disseminação do vírus está aumentando. Segundo ele, alguns hospitais de Presidente Prudente têm ocupação de até 120% e, na região, 27 pacientes aguardam transferência para UTI, cinco em estado gravíssimo.

A prefeitura informou que o prefeito Ed Thomas (PSB) se reuniu nesta terça-feira (8) com prefeitos que integram a União dos Municípios do Pontal do Paranapanema (Unipontal) e houve decisão unânime para o reforço nas medidas restritivas, mas sem lockdown.

"O que a gente solicita ao Ministério Público e ao DRS-11 (departamento regional de saúde do governo estadual) é ajuda para testagem, medicamentos, hospital de campanha e recursos para nossa cidade, que foi a mais fechada desde o ano passado. Buscamos para Prudente uma proteção contra o vírus e uma proteção para nossa economia", disse.

Últimas