São Paulo MP-SP vai apurar denúncia de pacientes amarrados em hospital

MP-SP vai apurar denúncia de pacientes amarrados em hospital

Por falta de medicamentos, pacientes com covid seriam amarrados em unidade de Brasilândia. Sarrubbo determinou investigação

  • São Paulo | Rafael Custódio e Marcos Rosendo, da Agência Record

Hospital foi inaugurado em maio de 2020

Hospital foi inaugurado em maio de 2020

Edson Lopes JR/Secom/ Prefeitura de São Paulo

O Ministério Público de São Paulo vai investigar uma denúncia sobre pacientes do Hospital Municipal da Brasilândia sendo amarrados por falta de medicamentos para sedação contra a covid-19.

A determinação ao MP-SP foi do procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubo, feita nesta terça-feira (27).

"A Promotoria de Justiça da Saúde Pública vai apurar os fatos ocorridos no Hospital de Brasilândia", afirmou o Ministério Público, em nota.

A reportagem solicitou um posicionamento a à Secretaria Municipal da Saúde acerca da abertura do processo de investigação.

Em nota, a pasta afirmou que "Secretaria Executiva de Atenção Hospitalar instituiu uma Comissão Especial de Apuração Preliminar da Sede de SMS para avaliar o atendimento oferecido na unidade Hospitalar – referência para o tratamento da Covid-19 na capital. A Portaria foi publicada nesta quarta-feira (28) no Diário Oficial".

Últimas