São Paulo Mulher desarma policial militar e é baleada em UPA de Mauá (SP)

Mulher desarma policial militar e é baleada em UPA de Mauá (SP)

Segundo a versão da polícia, ela estava exigindo atendimento de forma descontrolada e teria ofendido e agredido funcionários

  • São Paulo | Isabelle Gandolphi, da Agência Record

Caso ocorreu na UPA Barão de Mauá

Caso ocorreu na UPA Barão de Mauá

Reprodução/Google Street View

Uma mulher foi baleada acidentalmente após desarmar um policial militar em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Mauá, na Região Metropolitana de São Paulo, na manhã desta terça-feira (16).

O caso ocorreu na UPA Barão de Mauá, localizada na avenida Barão de Mauá, número 3567, por volta das 6h.

De acordo com a sala de imprensa da Polícia Militar, dois agentes estavam na UPA quando a mulher chegou.

Segundo a versão da polícia, ela estava exigindo atendimento de forma descontrolada e teria ofendido e agredido os funcionários da unidade.

A partir daí, os policiais tentaram apaziguar a situação e acalmar a mulher. Neste momento, de acordo com a PM, ela entrou em luta corporal com um dos agentes e conseguiu desarmá-lo e efetuou um disparo.

O tiro acidental atingiu a própria moça. A PM não soube informar em qual região do corpo, nem seu estado de saúde. Ela foi socorrida e encaminhada ao Pronto Socorro do Hospital Nardini.

O 3° Distrito Policial de Mauá atende à área.

Últimas