São Paulo Mulheres são presas por venderem testes de covid vencidos em SP

Mulheres são presas por venderem testes de covid vencidos em SP

Suspeitas admitiram que adulteravam as datas dos produtos fora da validade para colocá-los novamente em circulação

As suspeitas admitiram que vendiam os testes de covid fora do prazo de validade

As suspeitas admitiram que vendiam os testes de covid fora do prazo de validade

Reprodução Record TV

Duas mulheres foram presas em flagrante com dezenas de caixas de testes de covid-19 vencidos, armazenados dentro de um galpão após uma operação da polícia no Brás, no centro de São Paulo. As suspeitas admitiram que adulteravam as datas dos produtos fora da validade para colocá-los novamente em circulação. As informações são da Record TV.

A data de validade original ficava escondida embaixo de uma etiqueta adesiva. O lote estava vencido desde outubro de 2020 e era vendido para os compradores com novo prazo de validade alterado para abril deste ano.

A polícia investigava o galpão há meses e já suspeitava que o local era utilizado para comercializar produtos hospitalares em situação irregular. No entanto, ainda não se sabe para quem os produtos irregulares eram vendidos. Há suspeitas que os testes eram comercializados para farmácias e laboratórios.

Uma das mulheres já tinha passagem pela polícia por receptação e associação criminosa. As duas vão responder por crime contra a saúde pública. A polícia investiga agora se os responsáveis pelo galpão façam parte de uma organização criminosa.

Últimas