Coronavírus

São Paulo Multa para quem não usar máscara começa nesta quarta (1º) em SP

Multa para quem não usar máscara começa nesta quarta (1º) em SP

Em estabelecimentos comerciais, multa prevista é de R$ 5 mil por pessoa sem máscara. Já em espaços públicos, quem estiver sem proteção paga R$ 500

  • São Paulo | Do R7

Valor recolhido será revertido para o programa Alimento Solidário

Valor recolhido será revertido para o programa Alimento Solidário

Flavio Corvello

A Vigilância Sanitária vai multar pessoas ou estabelecimentos comerciais que desrespeitarem a obrigatoriedade do uso de máscaras em espaços comuns, a partir desta quarta-feira (1). O governador João Doria anunciou a medida, publicada em decreto, durante a coletiva de imprensa realizada na segunda-feira (29).

Leia também: São Paulo estuda deixar de usar leitos privados

Em estabelecimentos comerciais, a multa prevista é de R$ 5 mil por pessoa sem máscara a cada fiscalização. Já em espaços públicos, como ruas e praças, quem não estiver usando a proteção terá de desembolsar R$ 500.

O valor recolhido será automaticamente revertido para o programa Alimento Solidário, para aquisição de cestas e distribuição às pessoas em estado de vulnerabilidade social.

“Queremos atingir 100% de pessoas usando máscaras, pois isso reduz sensivelmente a possibilidade de transmissão do coronavírus”, afirmou Doria. “O objetivo do Estado e das Prefeituras não é punir, mas orientar, alertar as pessoas sobre a importância de proteger vidas. Não há nenhum sentido arrecadatório e nem punitivo, mas de alertar a população para que use máscaras”, disse o governador.

Leia também: SP prorroga vacinação contra a gripe e inclui todas as faixas etárias

Juntas, as Vigilâncias Sanitária do estado e das prefeituras somam cerca de 5,5 mil profissionais. A definição da multa pela ausência de máscaras tem como objetivo a conscientização da importância da proteção facial individual em favor de toda a sociedade.

Também a partir desta quarta, o Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo voltam a veicular uma campanha publicitária de conscientização sobre o uso de máscaras em emissoras de rádio, televisão e redes digitais. 

Últimas