São Paulo Negociação com sequestrador após resgate de reféns dura mais de 4h 

Negociação com sequestrador após resgate de reféns dura mais de 4h 

Policiais chegaram ao local, na zona leste de SP às 11h. Duas vítimas foram libertadas às 13h, mas homem não havia se rendido até as 17h30

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV e da Agência Record

Homem faz mulher e filho reféns em casa na zona leste de São Paulo

Homem faz mulher e filho reféns em casa na zona leste de São Paulo

Reprodução/Record TV

Já dura mais de quatro horas a negociação da polícia com um homem que fez a ex-mulher e o filho réfens na rua Levi Eshkol, em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, na manhã deste sábado (28).

Os policiais chegaram ao local às 11h. As duas vítimas foram libertadas por volta das 13h, mas o sequestrador não havia se rendido até as 17h30. 

A criança, de 3 anos, foi resgatada sem ferimentos. A mãe, Tatiane Mendes Silva, de 28 anos, estava ensanguentada. Esfaqueada no abdômen, ela foi socorrida e levada pelo helicóptero Águia da Polícia Militar até o HC (Hospital Clínicas), na zona oeste da capital. Seu estado de saúde é estável, porém grave. Por volta das 17h30, ela passava por uma cirurgia.

Negociação

De acordo com informações de familiares, Michel Angelo Ferreira dos Santos, de 36 anos, estava inconformado com o fim do relacionamento com Tatiane Mendes Silva, de 28 anos. Os dois viveram juntos por cerca de 4 anos. A criança feita refém é o filho do casal, de 3 anos.

Após a libertação dos reféns, Michel se trancou em um dos cômodos da casa. A polícia disse que ele não responde a apelos, mas faz ameaça e se comunica de forma violenta. Por volta das 17h34, ele atirou duas vezes em direção aos policiais. e o Gate reforçou a presença na entrada do imóvel. A polícia suspeita que os tiros foram uma reação ao perceber que parte da equipe da polícia se movimentou pelo telhado da casa. 

A presença de uma advogada foi exigida pela família do sequestrador. Ela também faz apelos para que ele se renda. Segundo a reportagem da Record TV no local, Michel chegou a ligar para um primo pedindo que ele se aproximasse da casa, mas os policiais nao permitiram, pois isso colocaria em risco a negociação. O fornecimento de água e de energia elétrica do imóvel foi cortado. 

Últimas