Nova morte de jovem baleado por PM gera protesto na zona norte de SP

Adolescente de 16 anos teria tentando assaltar policial, mas moradores negam versão

Nova morte de jovem baleado por PM gera protesto na zona norte de SP

Cerca de 150 pessoas realizam na tarde desta terça-feira (29) um protesto na avenida Tenente Amaro Felicíssimo da Silveira, na altura da rodovia Presidente Dutra, na região do Parque Novo Mundo, zona norte de São Paulo. A avenida chegou a ser bloqueada nos dois sentidos, segundo a polícia, pelos manifestantes. A morte de um adolescente de 16 anos por um PM é o motivo da manifestação.

Um ônibus da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) foi apedrejado e um grupo tentou bloquear a rodovia Presidente Dutra, mas foi impedido pelas polícias Militar e a Rodoviária. A linha que faz Mogi das Cruzes — Metrô Armênia não está circulando.

Por volta das 16h20, os manifestantes haviam se dispersado, mas moradores da região informaram que está havendo toque de recolher para os comerciantes da região.

Morte

De acordo com a Polícia Militar, o policial reagiu a um assalto na manhã desta terça-feira, por volta das 6h, baleando o suposto bandido. O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Emergência) chegou a ser acionado para socorrer o ferido, mas ele morreu no local.

Leia mais notícias sobre São Paulo

Moradores da região informaram que o jovem morto se chama Jean e tinha 16 anos. Eles negam que o menino seja bandido e tenha tentando assaltar o policial. O caso será investigado pelos policiais do 90º DP, do Parque Novo Mundo.

No domingo, o jovem Douglas Martins, de 17 anos, morreu com um tiro no peito disparado por um policial militar durante uma abordagem na zona norte.