Novo rodízio na cidade de SP reduz lentidão a 1 km, diz Prefeitura

Na semana passada, pico no trânsito registrado entre 8h e 9h foi de 11 km. Mas nesta segunda ônibus foram flagrados circulando cheios

No Grajaú, ônibus circularam muito cheios apesar de reforço da frota em SP

No Grajaú, ônibus circularam muito cheios apesar de reforço da frota em SP

Reprodução / Record TV

O novo rodízio de veículos de São Paulo teve impacto significativo na circulação pelas vias da cidade, de acordo com boletim divulgado pela prefeitura nesta segunda-feira (11). Foi registrado apenas 1 km de congestionamento na cidade às 8h30 desta segunda, primeiro dia da medida em vigor. Na semana passada (4), o pico foi de 11 km, entre 8h e 9h, de acordo com dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

Em termos de lentidão, medida com a base de dados do Waze, os números caíram dos 21 km de lentidão às 8h da manhã da semana passada, para 4 km registrados nesta segunda.

Leia mais: Veja 13 regras do rodízio em SP antes de tirar o carro da garagem

De acordo com a SPTrans, até as 9h, foram utilizados 489 dos 600 ônibus extras, além dos mil colocados em circulação pela prefeitura. Segundo o poder municipal, as equipes de campo da SPTrans monitoram a movimentação de passageiros e adotam ajustes necessários para adequar a frota à demanda.

Mas a Record TV flagrou nesta segunda ônibus circulando lotados no extremo sul da capital. Em uma linha que leva os trabalhadores do Grajaú até a Praça da Sé, no centro, não havia espaço para se segurar e nem para manter o distanciamento indicado. Eram vários passageiros pendurados nas portas.

O rodízio vale em toda a cidade, por 24 horas, em dias alternados. Em dias do mês ímpares, podem circular veículos com placa final ímpar e em dias pares, veículos com placa final par.

Veja também: Saiba quem pode fazer o cadastro para isenção do rodízio de veículos

Mas, em entrevista à Record TV, o secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, afirmou que não houve um aumento significativo da demanda nesta segunda e que os ônibus não saíram dos terminais com passageiros em pé. "Não houve nenhuma intercorrência, movimento foi tranquilo e os terminais se comportaram bem. Os ônibus não precisam respeitar os horários, mas estavam com todos assentos ocupados", explicou.

Ainda de acordo com Edson Caram, a movimentação de hoje nos terminais foi semelhante a de segunda-feira passada (4). O secretário, no entanto, lembrou que os motoristas que desrespeitarem o rodízio já estão sendo multados: "Os radares estão funcionando. A prefeitura não quer multar, a regra é para que as pessoas fiquem em casa".

A multa é de R$ 130,16 e o condutor ainda tem 4 pontos na CNH.