Novo suspende filiação de candidato após fala sobre André do Rap

Marcelo Castro afirmou, via redes sociais, que 'tráfico nem deveria ser crime' ao comentar decisão que deu liberdade ao narcotraficante

Partido Novo suspende filiação de Marcelo Castro

Partido Novo suspende filiação de Marcelo Castro

Reprodução Twitter

O candidato a vereador em São Paulo Marcelo Castro teve sua filiação suspensa pelo partido Novo nesta quarta-feira (14) após declaração sobre o narcotraficante André do Rap.

“Queridos, tive minha filiação suspensa do partido Novo em função do tweet de ontem. Discordo, mas respeito a decisão do partido. A instituição estará sempre acima da opinião de qualquer filiado”, escreveu Castro.

Leia mais: Plenário do STF analisa hoje decisão que tirou André do Rap da cadeia

O candidato afirmou, na última terça-feira (13), que tráfico nem devia ser crime ao comentar a decisão que levou a liberdade o narcotraficante, que é chefe da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Após repercussão negativa, Castrose retratou. “Muita gente falando que o tal do André do Rap era um chefão do PCC. Eu não sabia. Com esse nome, achei que era vendedor de droga de baile funk. Vi as matérias agora, parece grave. Neste caso, há claro risco à garantia da ordem público. Me retrato pelo tuíte anterior”, disse.

Em nota, o Novo afirmou que foi comunicado pela Comissão de Ética Partidária (CEP) da sua decisão pela suspensão em caráter liminar dos direitos do filiado, até o julgamento do mérito do processo administrativo nº 2020/015, referente a seus posicionamentos recentes. "O candidato deve abster-se de quaisquer atos de campanha, uma vez que não mais detém uma filiação ativa e vigente no âmbito partidário", acrescentou.