Novos leitos de UTI para covid-19 são instalados no HC de SP

São 11 unidades equipadas com respiradores e bombas de infusão de medicamentos, além de camas elétricas próprias para terapia intensiva

HC de SP terá 11 novos leitos de UTI para pacientes com covid-19

HC de SP terá 11 novos leitos de UTI para pacientes com covid-19

Pixabay

Começam a funcionar nesta quinta-feira (7) os novos leitos de UTI que o hospital Sírio-Libanês está implantando no HC (Hospital das Clínicas), em São Paulo, para tratamento de pacientes com covid-19. São 11 leitos, um a mais do que havia sido anunciado.

Cada leito está equipado com respiradores e bombas de infusão de medicamentos, além de camas elétricas próprias para terapia intensiva e monitores.

Leia mais: Prefeitura de SP vai pagar diária de R$ 2.100 por leito na rede privada

O Sírio-Libanês fará também a coordenação médica no local. Cerca de 600 profissionais de enfermagem do HC serão treinados para atuar em unidades críticas. Serão montadas cinco estações para aulas técnicas na própria instituição e as aulas serão ministradas em turmas de 50 pessoas por dez profissionais da unidade pública e 12 do Sírio-Libanês. No total, serão 3.600 horas de treinamento.

Os novos leitos vão entrar em operação de forma gradual. Os quatro primeiros leitos começam a funcionar nesta quinta-feira, depois mais quatro no dia seguinte e assim por diante.

Veja também: Prefeitura de SP estuda endurecer rodízio para aumentar isolamento

“Foi um esforço colaborativo muito grande de todos os envolvidos, que entenderam a urgência e a necessidade de unir forças e montar, em pouco mais de uma semana, uma unidade completa de terapia intensiva no Hospital das Clínicas”, disse o médico Paulo Chapchap, diretor geral do Sírio-Libanês.