Número de homicídios aumenta 16,6% no estado de SP em julho

Total de vítimas assassinadas também subiu em julho – de 193 para 223, alta de 15,5%. Estupros de vulneráveis tiveram alta de 11,8%

Prisão de suspeito de matar motorista de aplicativo em Campinas

Prisão de suspeito de matar motorista de aplicativo em Campinas

WAGNER SOUZA / FUTURA PRESS / ESTADÃO CONTEÚDO - 21.08.2020

O estado de São Paulo registrou, em julho, elevação de 16,6% no número de homicídios dolosos (quando há intenção de matar ou o sujeito assume o risco de fazê-lo). Foram contabilizados 217 casos contra 186 no mesmo período do ano passado.

Leia também: CNJ afasta desembargador que insultou guarda e abre processo

O número de vítimas de homicídio no estado também subiu em julho – de 193 para 223, uma elevação de 15,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os dados, divulgados nesta terça-feira (25), são da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

O número de latrocínios (roubo seguido de morte) registrou leve queda, de 16 casos em julho de 2019 para 14 no mês passado. Casos de estupros também diminuíram, de 223 para 220, na mesma comparação.

Veja também: "Era um menino de ouro", diz avó de torcedor do Santos que morreu

Os casos de estupro de vulneráveis subiram de 627 para 701, uma alta de 11,8%. Ainda de acordo com o balanço, casos de roubos em geral tiveram redução de 21% – foram 17.357 roubos no mês passado contra 21.957 em julho de 2019. Essa é a primeira vez na série histórica, iniciada em 2001, que o indicador fica abaixo de 18 mil.