Novo Coronavírus

São Paulo Ônibus circulam lotados durante quarentena em São Paulo

Ônibus circulam lotados durante quarentena em São Paulo

Coletivos que saem do Terminal Petrônio Portela relatam lotação e receio de contágio. "Está tudo lotado, não dá para entrar", diz passageiro

  • São Paulo | Do R7

Terminais em SP tem aglomeração de passageiros mesmo em quarentena

Terminais em SP tem aglomeração de passageiros mesmo em quarentena

Reprodução Record TV

Os ônibus de São Paulo transitam lotados pela cidade mesmo em uma época em que a recomendação é evitar aglomerações para conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a Record TV, coletivos que saem do Terminal Petrônio Portela saem do local repletos de passageiros. 

Leia mais: Hospitais de campanha se preparam para começar a funcionar 

Os transportes saem completamente lotados. Ônibus com destino à Brasilândia, na zona norte, deixam o terminal com a capacidade máxima de passageiros. Pessoas aguardam o transporte em filas sem o distanciamento recomendado de, pelo menos, um metro e meio. 

Segundo a Record TV, houve uma redução de 55% da frota de ônibus de São Paulo. "Está tudo lotado, não dá para entrar", afirmou um passageiro. 

Leia mais: MP cobra prefeitura de SP plano para conter coronavírus em favelas

Uma mensagem de um motorista de ônibus demonstra a preocupação com as aglomerações. "Estamos apavorados, sem direção, sem respaldo da empresa, sindicato, pois os riscos que nós, motoristas, cobradores e fiscais de onibus estamos tendo é enorme. E agora aumentou ainda mais devido à redução da frota. Nos horários de pico, os carros rodam bem mais cheios."

Outro lado

Em nota enviada ao R7, a SPTrans ressaltou que monitora diariamente a movimentação de passageiros para fazer ajustes nas linhas, quanto aos horários e frota. Especificamente sobre as linhas citadas pela reportagem, a SPTrans enviará equipes de fiscalização para determinar as medidas que podem ser adotadas para cada uma.

A empresa afirmou também que acompanha diariamente a movimentação de passageiros e, após a adequação da frota, mantém em circulação 55% do total de ônibus, enquanto o número de passageiros transportados está em 23%, comparado com um dia útil. Desta forma, para segurança da população, a oferta está maior do que a demanda existente.

Ainda segundo a nota, diante da pandemia de covid-19, a SPTrans criou um site com as notícias relacionadas ao transporte público, incluindo mudanças de linhas, funcionamento dos postos e recomendações de como se prevenir (sptrans.com.br/covid-19).

Também foi uma criada uma cartilha sobre as medidas adotadas pela SPTrans, como fechamento de postos, atendimento a idosos por e-mail, além de dicas de higienização correta das mãos e prevenção sobre a nova doença a passageiros e motoristas de ônibus, de táxis e de veículos por aplicativo. O material está disponível em no site: http://sptrans.com.br/media/5339/cartilha_covid19_transportepublico.pdf

O site conta ainda com uma seção de perguntas e respostas a respeito de como está a mobilidade na cidade, como o funcionamento dos ônibus e do rodízio de veículos.

Últimas