São Paulo Ônibus de SP levam população de rua a centros de acolhida

Ônibus de SP levam população de rua a centros de acolhida

Por causa das baixas temperaturas, coletivos partem de 4 pontos da capital. Retorno ao local de origem ocorre no dia seguinte

  • São Paulo | Do R7

Ônibus da SPTrans levam população de rua a centros de acolhida de São Paulo

Ônibus da SPTrans levam população de rua a centros de acolhida de São Paulo

Divulgação / Sidnei Santos / SPTrans

A SPTrans participa da operação Baixas Temperaturas, coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, e realiza o transporte de pessoas em situação de rua para os centros esportivos da cidade, que foram transformados em centros de acolhimento durante o outono e inverno.

Para a ação, a SPTrans coordenou junto às operadoras a cessão das horas dos coletivos como um serviço social, que funciona todos os dias da semana.

Com letreiro "reservado", os ônibus partem de quatro pontos da cidade com destino aos centros de acolhida. A volta é realizada na manhã do dia seguinte, sendo que no Clube Tietê ocorrem duas partidas, às 8h e 9h30, e no Clube Pelezão, às 7h e 9h30.

No Pateo do Collegio, na região da Sé, no centro, os ônibus realizam até duas viagens no embarque. Após o desembarque nos centros, os coletivos são liberados para as atividades normais.

Endereços de partida

- Pateo do Collegio - 16h30  e 18h
Destino: Clube Tietê  (Av. Santos Dumont, 741)

- Praça Princesa Isabel (Rua Guaianases entre Helvétia e Duque de Caxias) - 18h
Destino: Clube Tietê 

- Metrô Tietê (Rua: Marechal Odylo Denys, 200 ) – 18h
Destino: Clube Tietê 

- Praça da Sé - 16h e 19h
Destino: Clube Pelezão (Rua Belmonte, 957)

Últimas