grevecaminhoes
São Paulo Operação apura fraude em postos durante greve dos caminhoneiros

Operação apura fraude em postos durante greve dos caminhoneiros

Para a operação, 168 agentes fiscais cumprem mandados em 84 postos em todas as regiões do Estado. Na capital, 25 estabelecimentos são alvos

Operação apura fraude em postos durante greve dos caminhoneiros

Operação da Fazenda apura fraude em postos de combustível de SP

Operação da Fazenda apura fraude em postos de combustível de SP

Rodolfo Buhrer/Reuters - 21.05.2018

A Secretaria da Fazenda de São Paulo deflagrou, nesta sexta-feira (10), a operação Tanque Seco que apura práticas fraudulentas envolvendo operações de compra e venda de etanol, gasolina e diesel por postos de combustível durante a paralisação dos caminhoneiros.

Para a operação, 168 agentes fiscais cumprem mandados em 84 postos em todas as regiões do Estado paulista. Na capital, 25 estabelecimentos são alvos da Tanque Seco.

Iniciada em maio deste ano, a paralisação dos caminhoneiros praticamente esgotou os estoques de mercadorias dos referidos postos. Considerando a ausência de estoque nestes varejistas ao final da greve e a normalização do fornecimento de combustível pelas distribuidoras a partir de junho, foi realizado um levantamento do volume de combustível movimentado por meio do cruzamento de dados de documentos fiscais eletrôncios recebidos e emitidos pelos varejistas neste período.

Os alvos da operação apresentaram baixos volumes de aquisição e diferença relevante entre os volumes de entrada e saída, configurando indícios de irregularidade, como aquisição de mercadorias não acobertadas por documentos fiscais, furtadas, roubadas, fora de especificação ou prática de fraude volumétrica na revenda de combustíveis, e terão as inscrições preventivamente suspensas.

Os estabelecimentos terão as inscrições preventivamente suspensas. Ao final dos trabalhos e se confirmados os indícios de fraude apontados os estabelecimentos serão objeto de um Procedimento Administrativo de Cassação de maneira a impedir em definitivo seu funcionamento.

    Access log