São Paulo Operação da PF investiga fraudes em auxílios por incapacidade

Operação da PF investiga fraudes em auxílios por incapacidade

Foram expedidos 23 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Guarulhos Caieiras e em Minas Gerais. Prejuízo estimado é de R$ 13 milhões

  • São Paulo | Do R7

Polícia Federal investiga fraudes para obter benefícios por incapacidade

Polícia Federal investiga fraudes para obter benefícios por incapacidade

Divulgação Polícia Federal

A Polícia Federal realiza na manhã desta terça-feira (7) uma operação para investigar fraudes em auxílios por incapacidade. A operação, denominada Revide, ocorre por meio da Força-Tarefa Previdenciária, que reúne o Núcleo de Inteligência Previdenciária e Trabalhista em São Paulo, a Procuradoria Federal e o INSS.

Leia mais: PF faz operação contra fraudes em auxílio emergencial em SP e CE

A polícia tem como objeto investigar fraudes em benefícios por incapacidade (auxílios por incapacidade temporária e aposentadorias por incapacidade permanente), planeadas por meio de uma organização criminosa composta por médicos, advogados e intermediários.

As investigações apuraram que as fraudes acontecem em sede judicial. O perito do juízo foi cooptado pela organização criminosa, segundo a polícia, e, com o recebimento de propinas, declarava pessoas saudáveis, como incapazes para o trabalho.

Leia mais: PF faz operação de combate a corrupção na Receita Federal

Foram expedidos 23 mandados de busca e apreensão para cumprimento no estado de São Paulo, na cidade de São Paulo, Guarulhos e Caieiras e no estado de Minas Gerais, na cidade de Poços de Caldas, além de medidas restritivas de direitos para impedir que os suspeitos continuassem a delinquir.

Em uma amostragem inicial, verificou-se que as fraudes provocaram desvios de mais de R$ 13 milhões, porém, com o desmantelamento da organização, estima-se que será evitado um prejuízo de mais de R$ 27 milhões.

No entanto, as investigações indicam que os valores podem ser muito maiores.

Últimas