São Paulo Operação da Receita Federal mira venda de calçados falsificados em SP

Operação da Receita Federal mira venda de calçados falsificados em SP

Expectativa é apreender R$ 2,5 milhões em produtos. Materiais são réplicas de marcas famosas. Responsáveis podem responder por contrabando 

Operação da Receita Federal mira venda de calçados falsificados no Brás

Operação da Receita Federal mira venda de calçados falsificados no Brás

Divulgação / Receita Federal

A Receita Federal, com apoio da Prefeitura de São Paulo, iniciou nesta quarta-feira (8) uma ação em um shopping popular da região do Brás, no centro da capital. A operação chamada de “Pseudopodes 4” tem como foco combater o contrabando e a venda de calçados falsificados.

Leia mais: Em protesto, moradores de rua acampam em frente à prefeitura de SP

Esta é a quarta vez nos últimos anos que a Receita Federal atua contra a venda de calçados de marcas contrafeitas de origem estrangeira.

Segundo os levantamentos preliminares, espera-se a apreensão de mais de 15 mil  pares de calçados, com valor de mercado aproximado de R$ 2,5 milhões.

Veja também: Jovem encontrada morta no litoral de SP foi asfixiada, diz polícia

De acordo com a Receita Federal, a "prática lesa os comerciantes, importadores e produtores brasileiros que atuam na legalidade, subtrai os empregos legítimos gerados pela atividade legal e sonega tributos, que deixam de ser recolhidos aos cofres públicos".

Além da perda das mercadorias apreendidas, os responsáveis podem responder pelo crime de contrabando.

Leia ainda: PMs são acusados de atirar contra dois jovens em comunidade de SP

O nome da operação é uma referência ao termo grego, que também é utilizado pela biologia, e significa pés falsos.

Últimas