Novo Coronavírus

São Paulo Operação em SP fecha tabacaria na zona norte em meio à pandemia

Operação em SP fecha tabacaria na zona norte em meio à pandemia

Equipes encontraram quinze homens e três mulheres, entre eles o casal proprietário do estabelecimento irregular

  • São Paulo | Rodrigo Balbino. da Agência Record

Operação fechou tabacaria na zona norte que funcionava mesmo com restrições da pandemia

Operação fechou tabacaria na zona norte que funcionava mesmo com restrições da pandemia

Reprodução

Equipes da Polícia Civil, Procon-SP e Vigilância Sanitária fecharam uma tabacaria chamada Colômbia Lounge Bar, na Estrada de Taipas, número 450, região do Jaraguá, zona norte de São Paulo, no início da madrugada desta segunda-feira (29). 

A ação foi deflagrada pelo Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos), do Dope (Departamento de Operações Especiais de Polícia), em apoio ao comitê de Blitz, criado pelo Governo de São Paulo para reforçar a fiscalização do cumprimento das medidas restritivas contra a pandemia e atuar contra festas clandestinas e aglomerações.

A polícia recebeu uma denúncia de que ocorria um evento com aglomeração no endereço. No local, as equipes encontraram aproximadamente quinze homens e três mulheres, entre eles o casal proprietário do estabelecimento. 

As pessoas estavam em um ambiente fechado, sem máscaras e descumpriam o decreto estadual que visa a combater a disseminação do novo coronavírus.

A Vigilância Sanitária e o Procon realizaram autuações administrativas e sanitárias contra as infrações cometidas no local, entre elas a interdição cautelar do espaço.

A polícia apreendeu máquinas de cartões, equipamentos de som, microfone, além de embalagens utilizadas para consumo de maconha e um notebook. No local havia mesa de sinuca, geladeira de bebidas e pontos de narguilé.

No fundo do imóvel, em um cômodo insalubre, as equipes encontraram dezenas de garrafas de whisky que seriam reaproveitadas, além de sacos de lixo com centenas de latas de cerveja vazias.

Seis pessoas, entre 20 e 32 anos, e um adolescente de 17 anos foram conduzidas à 2ª Delegacia da Divisão de Investigações sobre Infrações Contra o Consumidor, do DPPC (Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania).

Foi registrado um termo circunstanciado de infração de medida sanitária preventiva e ato infracional equivalente. Após qualificadas, as pessoas que estavam no local foram liberadas para evitar aglomerações.

Últimas