São Paulo Operação no interior prende integrantes de 'tribunal do crime' do PCC

Operação no interior prende integrantes de 'tribunal do crime' do PCC

Uma operação da Polícia Civil nesta quinta-feira (5), cumpriu 24 mandados de prisão contra integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) por crimes como tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo em quatro cidades do interior de São Paulo. Entre os presos estão membros da facção envolvidos no julgamento e execução de pessoas no chamado "tribunal do crime". Além de 11 pessoas presas durante a operação, foram cumpridos novos mandados de prisão contra 13 detentos que já cumprem pena no sistema carcerário paulista.

As prisões aconteceram em Jundiaí, Campinas, Mogi Guaçu e Bragança Paulista e três delas foram em flagrante. Também foram cumpridos 36 mandados de busca e apreensão em 17 cidades. Os policiais arrecadaram 1,5 mil papéis com anotações envolvendo a contabilidade do tráfico sem qualquer referência a nomes - tática usada pelo PCC. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), a investigação realizada pela Delegacia de Investigações de Jundiaí permitiu decifrar códigos e anotações embaralhadas. Com isso, foi possível identificar os envolvidos e suas atribuições dentro e fora da organização.

A apuração teve início há um ano, quando um integrante do PCC foi preso em Jundiaí. A partir dessa prisão, foi possível esclarecer seis homicídios praticados por integrantes de uma espécie de tribunal mantido pela facção para julgar e punir quem viola suas regras. Em Campinas, voltou a ser preso um líder da facção que já havia cumprido pena por tráfico. Conforme a SSP, a Operação Glossário - o nome se deve à grande quantidade de anotações apreendidas - mobilizou 226 policiais das cinco delegacias seccionais da região de Campinas (Deinter-2), com apoio de 71 viaturas.